BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de abril, 2004 - 11h27 GMT (07h27 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Mortes no trânsito aumentam mais de 7% no Brasil
 
Carro acidentado
Segundo a OMS, 1,2 milhão de pessoas morrem em acidentes automobilísticos a cada ano em todo o mundo.
O número de mortes em acidentes de trânsito no Brasil aumentou 7,2% entre os anos de 2001 e 2002, de acordo com os últimos dados da Secretaria de Vigilância em Saúde, órgão do Ministério da Saúde.

Em 2001, morreram 30.527 pessoas em acidentes de trânsito. No ano seguinte, esse número aumentou para 32.730.

Esse crescimento acompanha a tendência mundial, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que escolheu o tema da segurança nas estradas para celebrar o Dia Mundial da Saúde nesta quarta-feira. A OMS coloca o Brasil entre os países onde há mais mortes no trânsito em todo o mundo.

Centenas de organizações vão realizar eventos para chamar a atenção para o fato de que os acidentes de trânsito poderão superar a Aids e os derrames como uma das principais causas de mortes evitáveis até 2020.

Comparação

De acordo com a OMS, 1,2 milhão de pessoas morrem e 50 milhões ficam feridas em acidentes automobilísticos a cada ano.

Embora a maior quantidade de veículos esteja localizada em países desenvolvidos, o maior número de mortes acontece em países em desenvolvimento.

O estudo divulgado pela OMS e pelo Banco Mundial compara os dados mais recentes fornecidos pelos países entre 1992 e 2002.

Nesse relatório, o Brasil aparece em segundo lugar entre os países com maior número de mortes no trânsito, mas os dados são de anos diferentes, dependendo do país.

De acordo com a OMS, os dados do Brasil relativos a 1995 mostram que ocorreram 32.458 mortes no trânsito no país.

Em primeiro lugar estão os Estados Unidos, com 44.249 mortes em 1999. A Rússia segue os dois países, com 29.440 mortes em 1998.

Proporcionalmente ao total da população, o ranking é diferente. As Ilhas Maurício vêm em primeiro lugar, com 44 mortes por cem mil habitantes.

Em segundo vem El Salvador, com 42, seguido pela República Dominicana, com 38 mortes por cem mil habitantes.

A Organização Pan-Americana de Saúde, que é o escritório regional para as Américas da OMS, afirma que 128.908 pessoas morreram no continente em 2002 como resultado de acidentes de trânsito.

Desse total, 76% se concentram em Estados Unidos, Brasil, México e Colômbia.

No estudo da OMS e do Banco Mundial, há um prefácio assinado por chefes de Estado.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma que a ausência de infra-estrutura nas cidades brasileiras, somada à ausência de um sistema regulatório legal, faz do aumento exponencial no número de acidentes de trânsito um fato ainda mais preocupante.

O presidente diz no prefácio que segurança nas estradas é uma das prioridades de seu governo e que o novo código de trânsito reduziu as mortes no trânsito, sem citar datas.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade