BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de setembro, 2005 - 01h39 GMT (22h39 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
General Heleno deixa o comando das tropas no Haiti
 
Da esquerda para a direita, o general Urano Bacellar, o representante da ONU Juan Gabriel Valdés e o general Augusto Heleno, que está deixando o cargo
O general Heleno (à dir.) foi elogiado pelo enviado da ONU (centro)
O general brasileiro Urano Teixeira da Matta Bacellar assumiu o comando da missão de paz da ONU no Haiti nesta quarta-feira, substituindo o general Augusto Heleno Ribeiro, também brasileiro.

Heleno esteve à frente das tropas estrangeiras no país desde o início da missão, em junho do ano passado, cujo objetivo era ajudar na estabilização do Haiti depois da revolta civil que levou à queda do presidente Jean Bertrand Aristide, quatro meses antes.

Ele se despediu do cargo dizendo que as críticas que recebeu de que não teria feito o suficiente para combater as gangues armadas do Haiti foram injustas.

Mas o general negou que a sua decisão de deixar a missão, anunciada em junho, tenha sido motivada pelos ataques.

Medalha

As tropas da ONU no país têm enfrentado dificuldades para controlar a violência no Haiti desde a queda de Aristide.

O general Urano Teixeira da Matta Bacellar assumiu o lugar de Heleno em uma cerimônia em Porto Príncipe presenciada pelo enviado especial da ONU ao Haiti, Juan Gabriel Valdes, e outros diplomatas.

Valdes condecorou o general Heleno com uma medalha da ONU e lhe agradeceu pelo seu papel na "tarefa enormemente difícil" de levar estabilidade ao Haiti.

Heleno, por sua vez, agradeceu a sua família pela "força para superar críticas injustas" e elogiou o enviado da ONU por "seu apoio e amizade".

O novo comandante não se pronunciou durante a cerimônia, mas disse mais tarde a repórteres que ainda está aprendendo sobre o país.

Como havia afirmado em entrevista à BBC Brasil, Bacellar disse que vai procurar "seguir o trabalho e a missão do general Heleno".

O Conselho de Segurança da ONU estendeu o mandato da missão em oito meses, de junho deste ano a fevereiro de 2006. O general Bacellar vai herdar um contingente de 6.250 militares de 12 países, 500 a menos do que o total de alguns meses atrás. O maior contingente é brasileiro, de 1,2 mil militares.

 
 
66Furacão nos EUA
Katrina traz destruição e deixa milhares isolados; veja fotos.
 
 
66Sindicato pioneiro
Solidariedade celebra 25 anos na Polônia; veja fotos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade