BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de setembro, 2005 - 16h58 GMT (13h58 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Saques e caos prejudicam ajuda a Nova Orleans
 
Guarda Nacional foi mobilizada para lidar com saques em Nova Orleans
Guarda Nacional foi mobilizada para lidar com saques em Nova Orleans
As operações de resgate das vítimas do furacão Katrina nos Estados Unidos estão sendo prejudicadas, pois forças policiais foram desviadas para lidar com o aumento nos saques e na violência.

Em Nova Orleans, no Estado da Louisiana, há informações de tiroteios, seqüestros usando carros das vítimas e roubos em toda a cidade, onde o prefeito ordenou a evacuação total.

A evacuação dos dezenas de milhares refugiados no estádio Superdome, na cidade, foi interrompida depois que tiros foram disparados contra o helicóptero que trabalhava no local. Algumas pessoas iniciaram incêndios do lado de fora do estádio.

Segundo a agência de notícias Reuters, cerca de 5 mil soldados da Guarda Nacional da Louisiana foram chamados para trabalhar nas operações em Nova Orleans. Outros 7,5 mil, de outros estados, estão a caminho.

Lei marcial

O chefe da força-tarefa militar estabelecida para lidar com o desastre, o general Russel Honore, disse que ninguém poderia prever a escala dos danos causados pelo furacão Katrina. Mas acrescentou que há soldados o bastante além de outros funcionários, na área, para lidar com a situação.

"Este foi o pior cenário possível. Nós temos forças e capacidade, que ficará mais forte a cada dia. Não há mais nada que possamos fazer a não ser continuar a trabalhar e perceber que ainda há muitas pessoas que precisam de ajuda. E nosso trabalho é tentar levar esta ajuda a elas", disse.

Estão ocorrendo tiroteios em Nova Orleans e há informações de que a lei marcial foi imposta em algumas áreas. Grupos armados invadiram hotéis de Nova Orleans.

As pessoas estão invadindo lojas, casas, hospitais e prédios de escritórios.

Segundo a agência de notícias Associated Press, um grupo usou uma empilhadeira para invadir uma farmácia e dezenas de seqüestros usando os carros das vítimas ocorreram na cidade.

A governadora do Estado da Louisiana, Kathleen Blanco, disse que estava "furiosa" com a onda de crimes no estado.

Ela pediu que o governo americano envie mais pessoas para ajudar nas missões de resgate, para liberar os soldados da Guarda Nacional para lidar com os saqueadores.

O presidente George W. Bush, que sobrevoou a área afetada na quarta-feira e vai visitar a região na sexta-feira, reconheceu que há "frustração" com o ritmo das operações de recuperação.

Bush pediu paciência durante o que está sendo chamada e maior operação de ajuda já executada nos Estados Unidos.

 
 
66Furacão nos EUA
Katrina traz destruição e deixa milhares isolados; veja fotos.
 
 
66Katrina
Furacão atinge Estados do sul dos Estados Unidos; veja fotos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade