BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 14 de setembro, 2005 - 11h40 GMT (08h40 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Paquistão diz ter destruído base da Al-Qaeda
 
soldados paquistaneses em Waziristão
Paquistão tem dezenas de milhares de soldados na região
O Exército do Paquistão anunciou ter destruído um grande esconderijo da organização Al-Qaeda durante a maior operação militar já feita na região da fronteira do país com o Afeganistão.

Segundo o Exército, foram presos mais de 20 supostos militantes na região do Waziristão do Norte.

Um avião de espionagem de fabricação chinesa, usado para seguir as movimentações militares, também teria sido encontrado pelos militares.

A operação, que envolve helicópteros de artilharia e milhares de soldados, ainda está se desenrolando, de acordo com o Exército.

Alguns prisioneiros foram descritos como "figuras importantes".

Haveria estrangeiros entre os presos, mas não foi divulgada nenhuma informação sobre a identidade ou a nacionalidade deles.

Equipamento

Segundo o comando da operação, o equipamento apreendido é sofisticado.

Além do avião de espionagem operado por controle remoto, o Exército paquistanês também apresentou equipamento de comunicação que diz ter sido utilizado para dar instruções a combatentes no Afeganistão.

Essa seria a primeira vez que foi encontrado um avião de espionagem no Paquistão. A aeronave dispõe de uma câmara grande angular de alta sofisticação e também tem capacidade para transportar armas.

Segundo Jannat Jalil, correspondente da BBC em Islamabad, o Exército paquistanês está mostrando a operação como outro sinal de que está pondo em fuga a Al-Qaeda.

Em visita aos Estados Unidos, o presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, disse que o seu país está vencendo a guerra contra o terrorismo.

Ele está sob pressão para mostrar que o Exército está comprometido em tirar de seus esconderijos combatentes do Talebã que podem estar usando o Paquistão como base para lançar ataques contra o Afeganistão.

O governo do Afeganistão acusou repetidamente o Paquistão de não estar fazendo o bastante para impedir que o Talebã prepare seus ataques.

O Paquistão nega isso e diz ter reforçado as dezenas de milhares de tropas que mantém na fronteira.

Acredita-se que o líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, pode estar na região do Waziristão, mas não foram detectados sinais dele nos últimos três anos de operações militares do Paquistão nessa área.

 
 
66Onda pirata
Talebã volta a ter estação de rádio no Afeganistão.
 
 
66Análise
Escolas religiosas no Paquistão alimentam extremismo.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade