BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 30 de outubro, 2005 - 03h58 GMT (00h58 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Nova Déli é colocada em alerta depois de explosões
 
Cena após explosão em Nova Déli
Inúmeros indianos faziam compras às vésperas do festival das luzes
A capital da Índia, Nova Déli, foi colocada em estado de alerta depois que três explosões atingiram a cidade, matando pelo menos 55 pessoas.

O governo pediu para que os moradores fiquem em casa e policiais armados foram colocados em frente a prédios estratégicos e principais áreas públicas.

Ainda não está claro quem está por trás dos atentados, mas as suspeitas poderão recair sobre militantes da Caxemira.

Há relatos de que dez pessoas foram detidas para interrogatório.

De acordo com a polícia, foram pelo menos três explosões - as duas mais intensas atingiram movimentados mercados de Nova Déli.

A primeira ocorreu em Paharganj, no centro da cidade. A segunda ocorreu em Sarojini Nagar, ao sul do centro da capital indiana.

Todos os principais mercados da cidade receberam ordens para fechar.

A terceira bomba também explodiu numa região comercial, na área de Govindpuri, no sul da cidade.

Feridos

As férias de todo o pessoal da área médica foram canceladas, enquanto hospitais tentam atender os feridos. Mais de cem estão sendo tratados, alguns em estado grave.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, culpou "terroristas" pelos ataques e disse que não iria tolerar a violência por parte de militantes.

'Esses ataques são atos covardes de terrorismo. Nós estamos determinados a lutar contra todo o tipo de terrorismo', disse Singh em uma breve declaração pela TV.

As autoridades dizem que não descartam o envolvimento do Lashkar-i-Toiba, um grupo radical muçulmano que luta pelo direito de autodeterminação da disputada região da Caxemira.

As investigações estão na fase inicial e ninguém ainda reivindicou a autoria dos ataques.

Caxemira

O correspondente da BBC para assuntos de segurança, Rob Watson, disse que a Índia provavelmente abriga e é alvo de um grande número de grupos militantes ao redor do mundo.

Muitos desses grupos têm campanhas de violência bem localizadas. Mas extremistas islâmicos têm realizado os ataques mais sérios, segundo Watson.

Acredita-se que eles possam estar tentando prejudicar as relações entre a Índia e o Paquistão, que vêm melhorando.

Horas depois dos ataques, os dois países concordaram em abrir a linha de controle que divide a Caxemira para que ajuda chegue aos atingidos pelo terremoto do último dia oito.

O acordo foi possível depois que o governo do Paquistão condenou as explosões, descrevendo-as como 'atos criminosos de terrorismo'.

Caos

Autoridades do governo indiano afirmaram que a maioria das pessoas morreu na explosão na feira de Sarojini Nagar.

Elas também informaram que outras pessoas morreram na primeira explosão, apenas alguns minutos antes da segunda, na movimentada região central de Paharganj, que fica próxima à principal estação de trem de Nova Déli, freqüentada por muitos turistas estrangeiros, principalmente mochileiros.

Já a explosão em Govindpuri teria ocorrido num ônibus, matando três pessoas.

Muitas lojas foram danificadas pelas explosões nos mercados.

"A explosão foi tão forte que a minha casa tremeu", disse Kiran Mohan, um editor de fotografia que vive a 200 metros da feira de Sarojini.

"Havia fumaça preta por todo lado. Quando a fumaça dispersou eu pude ver pessoas ensangüentadas e outras deitadas na rua", afirmou Babu Lal Khandelwal, dono de uma loja em Paharganj.

O dono de uma loja em Sarojini Nagar, Bansi Lal, disse que não conseguiu ajudar dois estrangeiros: "Eles estavam pegando fogo e me imploravam para ajudá-los. Mas eu estava atordoado. Não consegui ajudá-los."

As vítimas das explosões eram, em sua maioria, cidadãos comuns que faziam compras para os preparativos do festival das luzes, o Diwali, uma das principais festas na Índia, que pode ser comparada com o Natal cristão.

 
 
66Novo Watergate?
Inquérito pode implicar assessor de Bush; saiba mais.
 
 
66Herói de HQ
Gibi conta história de Nelson Mandela; veja fotos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade