70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 14 de janeiro, 2006 - 17h25 GMT (15h25 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Milhares vão às ruas pelo aborto e união entre gays na Itália
 
Manifestantes em Milão
Em milão, a briga é para se manter a lei
Protestos a favor do aborto e de direitos iguais para casais gays reuniram dezenas de milhares de pessoas na capital italiana, Roma, e em Milão, neste sábado.

A marcha no centro de Milão defendia a manutenção da legislação atual.

A polícia estimou a presença de pelo menos 50 mil pessoas, enquanto os organizadores calcularam o número em cerca de 100 mil.

O protesto foi organizado por mulheres preocupadas com um movimento entre políticos, encorajados pelo Vaticano, de planejar derrubar a lei de 1978 que torna legal o aborto se realizado nos três primeiros meses de gravidez

Roma

Em Roma, os milhares de manifestantes reunidos na Piazza Farnese pediram pelo reconhecimento legal de uniões de pessoas do mesmo sexo.

Os manifestantes celebraram 10 casamentos simbólicos entre gays durante o protesto.

Um editorial no jornal do Vaticano, Osservatore Romano, deste sábado, criticou os protestos, os chamando de 'provocação'.

O casamento entre gays se tornou um assunto polêmico em ano eleitoral
O casamento entre gays se tornou um assunto polêmico em ano eleitoral
O papa Bento 16 se pronunciou contrário ao reconhecimento das uniões gays, dizendo que "é um erro grave ofuscar os valores e funções de uma família legítima, baseada no casamento, ao se atribuir reconhecimento legal para outras formas de uniões, as quais não representam um anseio verdadeiro da sociedade".

Ativistas gays divulgaram uma nota dizendo que "é uma pena que o papa não aproveitou a ocasião para afirmar que a cristiandade significa amor e aceitação do outro".

O assunto se tornou um dos pontos polêmicos da corrida eleitoral que ocorre antes das eleições gerais de abril.

O líder oposicionista da esquerda, Romano Prodi, disse que vai mudar a lei se chegar no poder, permitindo o reconhecimento de casais gays.

Ele não disse, entretanto, se permitiria o casamento gay.

As estatísticas mostram que as uniões de pessoas do mesmo sexo duplicaram na Itália nos últimos dez anos, embora representem apenas 6% dos casais no norte do país e 2% na região sul.

Vários países europeus, inclusive a Espanha, reconhecem as uniões entre gays.

 
 
Tragédia no Hajj
Feridos no tumulto lotam hospitais sauditas; veja fotos.
 
 
Foto de exposição na galeria da Louis VuittonCultura e consumo
Louis Vuitton inaugura galeria de arte em Paris. Veja fotos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sony vai lançar selo de música gay
12 de janeiro, 2006 | Cultura & Entretenimento
Cinema nos EUA veta filme sobre cowboys gays
09 de janeiro, 2006 | Cultura & Entretenimento
Natal americano: mais gay, menos cristão
20 dezembro, 2005 | BBC Report
Grã-Bretanha tem seu 1º 'casamento de gays'
19 dezembro, 2005 | BBC Report
Elton John tem despedida de solteiro antes de união gay
20 de dezembro, 2005 | Cultura & Entretenimento
Exposição testa limites de censura a gays em Cuba
15 de dezembro, 2005 | Cultura & Entretenimento
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade