70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 22 de abril, 2006 - 14h43 GMT (11h43 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Bomba mata quatro soldados no Afeganistão
 
Quatro soldados do Canadá morreram neste sábado no Afeganistão quando o veículo em que eles estavam foi atingido por uma bomba colocada na estrada, de acordo com fontes militares canadenses.

O incidente aconteceu no distrito de Shah Wali Kot, ao norte de Kandahar, por volta de 7h30 do horário local (0h em Brasília), informou o tenente Mark MacIntyre.

O veículo atingido fazia parte de um comboio militar que patrulhava o distrito.

"A maioria dos nossos soldados está fazendo trabalho de reconstrução para ajudar os civis e a população local nas áreas remotas e dar-lhes o que eles precisarem", afirmou MacIntyre, segundo a agência de notícias Associated Press.

"Nós estamos aprendendo lições desse tipo de incidentes para evitar que eles aconteçam de novo."

A maioria das 2,3 mil tropas que o Canadá mantém no Afeganistão estão em Kandahar, onde o país assumiu a responsabilidade pela segurança, que antes cabia aos Estados Unidos.

O Canadá já perdeu 15 soldados e um diplomata no Afeganistão desde 2002.

A violência aumentou no Afeganistão desde que o Talebã, milícia que governava o país até a invasão americana em 2002, anunciou, no mês passado, que intensificaria a sua campanha para expulsar as forças estrangeiras.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
EUA divulgam lista de presos em Guantánamo
20 de abril, 2006 | Notícias
Confrontos deixam 50 mortos no Afeganistão
15 de abril, 2006 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade