http://www.bbcbrasil.com

03 de abril, 2006 - 23h29 GMT (20h29 Brasília)

Economia domina último debate das eleições na Itália

O estado da economia italiana dominou o segundo e último debate televisionado, nesta segunda-feira, entre o primeiro-ministro, Silvio Berlusconi e seu rival de centro-esquerda nas eleições do próximo domingo, Romano Prodi.

Berlusconi colocou em dúvida a habilidade de Prodi para persuadir sua coalizão de partidos a aceitar propostas fiscais complexas.

Prodi reagiu acusando o governo de fracasso no controle dos gastos públicos nos últimos cinco anos.

Prodi disse ainda que, se eleito, vai tirar as tropas italianas do Iraque assim que possível.

Berlusconi prometeu completar sua retirada até o final deste ano.

Cerca de 25% do eleitorado ainda está indeciso e, segundo o correspondente da BBC em Roma, Christian Fraser, há sinais de que a diferença dos votos dos candidatos será pequena.

Insultos

Mais de 15 milhões de pessoas assistiram o primeiro debate entre os dois candidatos, há cerca de duas semanas.

Prodi foi amplamente visto como o vencedor.

Este, mais combativo, acabou em confronto aberto.

"O primeiro-ministro está se escorando hoje de uma forma que um bêbado se escora em postes de luz", disse Prodi, "não por luz, mas para se manter de pé".

Berlusconi respondeu: "Eu não aceito isso. Tenha um pouco de respeito pelo primeiro-ministro." E Berlusconi acusou Prodi de ser "como um idiota útil - ele empresta sua cara animada de padre de paróquia para a esquerda, composta de 70% de ex-comunistas".