BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 05 de julho, 2006 - 17h47 GMT (14h47 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Coalizão diz ter matado 35 no Afeganistão
 
Tropas da coalizão em Helmand, no Afeganistão
Tropas da coalizão em Helmand, no Afeganistão
Forças lideradas pelos Estados Unidos no Afeganistão anunciaram ter matado cerca de 35 militantes em um ataque contra um “complexo conhecido do Talebã”, no sul do país.

O ataque ocorreu na província de Helmand na noite de terça-feira, segundo declaração das forças de coalizão.

Os militares americanos afirmaram que o ataque da noite de terça-feira, na província de Helmand, ocorreu no vilarejo de Gujdar, no sul da província.

"Vários dos extremistas mortos eram líderes regionais do Talebã que planejavam realizar vários ataques contra a população local, autoridades do governo e forças de coalizão", afirmou a declaração.

Na quarta-feira, ainda na província de Helmand, um soldado britânico morreu depois que sua patrulha foi atingida por disparos de "supostas forças do Talebã", na cidade de Sangin, segundo dados do Ministério da Defesa.

Este foi o sexto soldado britânico morto no Afeganistão nas últimas semanas.

Explosões

O Afeganistão tem presenciado em 2005 o aumento da violência gerado pelo Talebã e seus aliados, com centenas de mortos.

A capital, Cabul, foi atingida por explosões pelo segundo dia nesta quarta quando três bombas mataram uma pessoa e feriram pelo menos 40.

Ônibus levando oficiais do Exército afegão e funcionários do governo foram os alvos dos ataques.

O Talebã assumiu a responsabilidade pelos ataques dos dois últimos dias.

O Ministério da Defesa afegão disse que seus inimigos estão tentando "perturbar e aterrorizar o povo", pois não tem a habilidade de enfrentar o Exército do país.

A primeira explosão na capital, Cabul, atingiu um ônibus que levava oficiais do Exército do país para o trabalho, no centro da cidade. Segundo o Ministério da Defesa, 39 oficiais ficaram feridos.

A segunda explosão atingiu um outro ônibus que levava funcionários do Ministério do Comércio no norte da capital. Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas.

Uma terceira explosão no leste de Cabul teria atingido um comboio do Exército afegão. Não há informações sobre os feridos.

Na terça-feira outras sete pessoas ficaram feridas em duas explosões semelhantes.

O porta-voz do Talebã, Muhammad Hanif, disse à agência de notícias Reuters que os ataques em Cabul "provaram que ainda podemos atingir alvos, não importa se eles estão sob vigilância e segurança das forças estrangeiras ou do governo".

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade