BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de agosto, 2006 - 07h52 GMT (04h52 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Ataque mata 2 soldados britânicos no Afeganistão
 
Soldado da Otan no Afeganistão
Otan assumiu controle do sul do Afeganistão na segunda-feira
Dois soldados britânicos das forças da Otan no sul do Afeganistão foram mortos nesta terça-feira após um ataque à sua patrulha na província de Helmand.

Um terceiro soldado ficou ferido, e um quarto está desaparecido.

Segundo o Ministério da Defesa britânico, um veículo de patrulha foi atingido por disparos de lançadores de granada e metralhadoras por volta das 7h30 desta terça-feira (0h em Brasília).

O ataque ocorreu um dia após uma força internacional da Otan liderada pela Grã-Bretanha e pelo Canadá assumir o comando das forças internacionais no sul do Afeganistão.

A transferência do comando, antes sob responsabilidade da coalizão liderada pelos Estados Unidos, ocorreu quase cinco anos após a invasão que derrubou o regime do Talebã.

No total, oito soldados britânicos já foram mortos em ataques no sul do Afeganistão neste ano.

Cerca de 4.000 soldados britânicos fazem parte da Força Internacional de Assistência de Segurança (ISAF, na sigla em inglês) da Otan no Afeganistão.

 
 
TalebãO retorno do Talebã
Milícia ressurge e é alvo de megaoperação.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Coalizão diz ter matado 35 no Afeganistão
05 de julho, 2006 | Notícias
Coalizão subestimou Talebã, diz Otan
29 junho, 2006 | BBC Report
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade