BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 28 de novembro, 2006 - 17h31 GMT (15h31 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Mulher que recebeu transplante de face já sorri novamente
 
Isabelle Dinoire na época do transplante e hoje
Isabelle Dinoire mudou de cidade depois do transplante
A paciente que se submeteu ao primeiro transplante facial da história, há um ano, já pode sorrir e sair às ruas sem que suas cicatrizes sejam notadas, disse um de seus médicos.

Isabelle Dinoire, uma francesa de 38 anos da cidade de Amiens, teve sua face desfigurada depois de sofrer um ataque de um cão, mas passado o transplante – e diversas outras cirurgias plásticas corretivas – o seu médico, Bernard Devauchelle, disse que ela obteve excelentes progressos.

Segundo Devauchelle, Isabelle lhe disse que já “parece consigo mesma novamente”.

A francesa, que mudou de cidade para evitar o assédio da imprensa, recebeu o tecido do transplante de um doador no qual tinha sido diagnosticada a morte cerebral. A cirurgia a fez voltar a ter nariz, lábios e queixo.

Adaptação

Devauchelle, do Centro Hospitalar Universitário de Amiens, disse à agência de notícias France Presse que “esteticamente, o transplante se adaptou muito bem ao rosto dela”.

“Pessoas que não a viram depois do acidente agora podem reconhecê-la, o que é muito interessante”, disse o médico, que fez a operação juntamente com o médico Jean-Michel Dubernard.

“Quando ela está em meio a outras pessoas, elas não se referem a ela como ‘a paciente do transplante de face’, o que é muito importante”, disse.

“Claro que ainda é possível perceber as cicatrizes. De tempos em tempos, ocorrem inflamações menores (…) embaixo da pele”, disse.

“Mas tirando isso, as linhas das cicatrizes ficaram quase imperceptíveis. Com um pouco de maquiagem, ela parece ótima”, afirmou.

Sensibilidade

Segundo Devauchelle, a sensibilidade facial de Isabelle, em termos de temperatura e tato, está restaurada, assim como a mobilidade do rosto. Ela pode comer e beber sem nenhum problema e continua a fumar.

Quando Isabelle fez o transplante, havia preocupações sobre uma possível rejeição em relação aos tecidos do doador.

Segundo o médico, a rejeição ocorreu, mas foi controlada com sucesso por meio do uso de drogas imunossupressoras.

Depois da cirurgia de Isabelle Dinoire, o chinês Li Guoxing passou pela operação para reconstruir os lábios, nariz e bochecha e, no mês passado, Peter Butler, do Royal Free Hospital de Londres, recebeu autorização para fazer um transplante de face completo.

No momento, Butler está procurando candidatos que se encaixem no perfil necessário para passar pela operação.

 
 
Isabelle DinoireTransplante facial
Paciente de transplante facial já leva vida 'normal'
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Mulher que teve rosto transplantado mostra cara nova
06 de fevereiro, 2006 | Ciência & Saúde
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade