BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 14 de dezembro, 2006 - 00h18 GMT (22h18 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Neto de Pinochet é expulso do Exército chileno
 
O capitão Augusto Pinochet Molina, neto do general Augusto Pinochet, no funeral do avó
Augusto Pinochet Molina interrompeu o funeral para elogiar o governo de seu avô
O neto do ex-presidente chileno Augusto Pinochet foi expulso do Exército nesta quarta-feira por ter feito um discurso não autorizado durante o funeral do avô.

A exoneração do capitão Augusto Pinochet Molina, de 34 anos, foi encaminhada pelo comandante do Exército, general Oscar Izurieta, à presidente Michelle Bachelet, que a teria aprovado imediatamente, segundo informações da agência de notícias EFE.

A expulsão foi anunciada horas depois de Bachelet afirmar que o Exército "saberia o que fazer" com o neto do ex-presidente, que interrompeu a cerimônia fúnebre em um colégio militar em Santiago, na terça-feira, para falar sobre as supostas conquistas do regime militar liderado por Pinochet (1973-1990).

"Ele foi um homem que, no auge da Guerra Fria, derrotou o modelo marxista, (um modelo) que tentou impor o totalitarismo não pelo voto, mas pela força das armas", disse Augusto Pinochet Molina, diante das cerca de 5 mil pessoas que participaram da cerimônia.

Além dos elogios ao avô, o neto do ex-líder militar criticou os juízes que indiciaram Augusto Pinochet. O ex-presidente morreu no domingo aos 91 anos de idade sem responder a diversos processos por acusações relacionadas aos desaparecimentos e mortes de 3 mil pessoas e, mais recentemente, por corrupção.

'Falha gravíssima'

Para Bachelet, Pinochet Molina "passou por cima da linha de comando" e, "sem autorização para falar", expressou "opiniões políticas contra um poder de Estado e setores da sociedade civil".

"Isso constitui uma falha gravíssima e estamos certos de que o Exército saberá fazer o que cabe", disse a presidente, que foi presa e exilada durante o governo de Pinochet.

Apesar da repressão a dissidentes políticos, o general era adorado por muitos chilenos, que acreditam que ele salvou o país do marxismo e trouxe crescimento econômico à nação.

O corpo do general foi cremado na terça-feira e suas cinzas entregues à família.

Segundo correspondentes, os familiares de Pinochet não querem que um túmulo ou um memorial se tornem locais de protesto.

 
 
Augusto Pinochet em 1975Pinochet
Veja momentos da vida do general.
 
 
Augusto PinochetAugusto Pinochet
General comandou com mão de ferro regime militar chileno.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Ministra do Chile critica neto de Pinochet
13 dezembro, 2006 | BBC Report
Pinochet morre no Chile aos 91 anos
10 de dezembro, 2006 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade