http://www.bbcbrasil.com

10 de março, 2007 - 17h50 GMT (14h50 Brasília)

Encontro sobre futuro do Kosovo termina sem acordo

Líderes da Sérvia e da região do Kosovo não chegaram a um acordo sobre o futuro da província em negociações que aconteceram neste sábado em Viena.

O enviado especial da ONU, Martti Ahtisaari, havia proposto que o Kosovo tivesse direitos semelhantes ao de uma nação independente.

O presidente da Sérvia, Boris Tadic, disse que a proposta seria completamente inaceitável e um "assalto à história contemporânea, ao tirar a terra de uma nação soberana e dá-la a um grupo étnico".

A proposta do enviado da ONU recebeu o apoio dos líderes do Kosovo – o presidente Fatmir Sejdiu e o primeiro-ministro Agim Ceku.

Independência

Ahtisaari disse que vai apresentar agora a proposta para os membros do Conselho de Segurança da ONU.

A Sérvia quer que a Rússia mantenha sua postura de anos e rejeite a proposta.

Analistas dizem que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha temem que, se o plano for bloqueado, a grande maioria de albaneses no Kosovo, vai declarar unilateralmente sua independência, o que pode levar a um cenário de violência.

Cerca de 90% da população de dois milhões de pessoas do Kosovo são de albaneses étnicos.

A ONU vem administrando o Kosovo desde que uma campanha da aliança militar Otan expulsou as tropas sérvias da região, em 1999.