70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 14 de dezembro, 2005 - 17h49 GMT (15h49 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Diretor do FMI diz que Brasil está de 'parabéns' por pagar dívida
 

 
 
Rodrigo de Rato
Para Rodrigo de Rato, reformas brasileiro são "exemplo"
O diretor-gerente do FMI, Rodrigo de Rato, deu "parabéns" ao Brasil pela decisão de antecipar o pagamento de US$ 15,5 bilhões da dívida com o Fundo até o final do ano.

Rato citou o Brasil como um exemplo a ser seguido durante sua entrevista coletiva de fim de ano, realizada nesta quarta-feira, na sede do FMI, em Washington.

Para ele, o Brasil é um exemplo bem sucedido de país em que as reformas macroeconômicas deram certo.

“Este foi o caminho que permitiu ao governo brasileiro decidir pelo adiantamento do pagamento da dívida do país com o Fundo”, disse Rato sobre a decisão do governo brasileiro anunciada na terça-feira.

Questionado se o ano que vem, por ser ano eleitoral, poderia trazer instabilidade para o país, o chefe do Fundo Monetário foi taxativo:

“O Brasil já mostrou nos últimos anos que a estabilidade macroeconômica não é um compromisso político, mas um compromisso nacional”.

Ele disse estar confiante de que as atutoridades brasileiras vão continuar neste caminho de estabilidade econômica.

 
 
66Banco Mundial
Pagamento ao FMI mostra "caminho certo", diz Wolfowitz.
 
 
66'Página 12'
'Dívida zero ganha do Fome zero', diz jornal argentino.
 
 
66OMC - Hong Kong
Reunião discute futuro do comércio mundial. Leia especial.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Para FMI, Brasil tem resultado impressionante
01 dezembro, 2005 | BBC Report
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade