70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 29 de março, 2006 - 11h54 GMT (08h54 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Astronauta brasileiro tem o sorriso de Gagarin, dizem russos
 

 
 
Astronauta Marcos Pontes
Marcos Pontes impressionou russos também nos testes físicos
Uma grande operação de resgate foi montada para a volta do cosmonauta Marcos Pontes do espaço, dez dias depois do lançamento da nave Soyuz TMA-8, marcado para esta quinta-feira às 8h29 (23h29 de quarta-feira, em Brasília) no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

De acordo com o médico da Aeronáutica brasileira, tenente-coronel Luiz Cláudio Lutiis, equipes estarão de plantão em helicópteros, veículos e aviões para resgatar os tripulantes da nave.

No entanto, como não se sabe a localização exata de onde a cápsula vai tocar o solo, a expectativa para o reencontro com os astronautas é grande.

"Está programado para ser de madrugada, por volta das 3h30 e é uma operação delicada, porque o local exato só na hora vamos saber. Três equipes ficam a postos em três helicópteros ou até já no ar esperando eles tocarem o solo."

O médico afirma que a principal preocupação das equipes ao encontrar os cosmonautas é verificar se eles estão conscientes depois da descida brusca.

"O impacto da queda pode ter feito alguns deles desmaiar, depois temos que ajudá-los a se desfivelar das cadeiras e sair das cápsulas", disse o médico.

Para Lutiis, o astronauta brasileiro deve estar apenas muito cansado depois dos dez dias de missão, mas os outros dois podem estar com os músculos atrofiados e desorientados por terem ficado seis meses na falta de gravidade.

"Mas todos têm o mesmo tratamento, são levados de maca para um local de repouso e de lá para uma base no Cazaquistão."

Segundo o médico, Pontes está em excelentes condições físicas e não deve ter problemas para se recuperar.

Nesta terça-feira, a Soyuz TMA-8 e os seus foguetes de propulsão foram transportados por um trem com duas locomotivas até a plataforma de lançamento 1 de Baikonur, batizada de Gagarin por ter sido o local de onde saiu o histórico primeiro vôo espacial tripulado.

Ainda durante a manhã, os sistemas de propulsão da Soyuz foram içados à posição vertical e "abraçados" pelas torres de acesso para que os engenheiros possam realizar os últimos testes e ajustes dos equipamentos.

A decolagem da missão rumo à Estação Espacial Internacional está marcada para as 8h29 de quinta-feira, no horário local (23h29 de quarta-feira, em Brasília).

A nave Soyuz TMA-8 e os seus foguetes de propulsão foram transportados por um trem nesta terça-feira do galpão em que foram montadas, para a plataforma de lançamento 1 do Cosmódromo de Baikonur, no Casaquistão.

A plataforma é a mesma de onde, em 1961, partiu o vôo de Yuri Gagarin, o primeiro homem a orbitar a Terra, e foi batizada de Gagarin em homenagem a ele.

Às 7h00 em ponto na hora local - um horário que repete o cumprido pela histórica missão do russo e que, pela admiração dos russos por Gagarin, foi transformado em tradição na base – os foguetes e a nave que leva a bandeira do Brasil ao lado das americana e russa, deixou o hangar MIK na direção da plataforma.

Deitado sobre um trem puxado lentamente por duas locomotivas, o sistema de propulsão e a nave, que juntos medem quase 40 metros, chegaram à plataforma Gagarin e foram içados por um braço mecânico instalado no próprio vagão de carga que os transportou.

Em seguida, o sistema foi "abraçado" por duas torres que se uniram formando uma só plataforma de acesso aos equipamentos e à nave, que fica na ponta do sistema.

Os objetos pessoais dos astronautas – entre eles uma camisa da seleção brasileira, uma bola verde e amarela e uma imagem de Jesus Cristo do brasileiro Marcos Pontes – já estão na nave.

Por medida de segurança, os equipamentos para os experimentos científicos que serão realizados a bordo da Estação Espacial Internacional (EEI) só vão ser embarcados na quarta-feira, entre 10h e 11h (1h e 2h, na hora de Brasília).

As últimas cargas a entrarem na nave, antes dos astronautas, serão as amostras biológicas que servirão aos testes a serem realizados pelo tenente-coronel aviador Marcos Pontes.

Entre elas estão sementes de feijão para uma experiência que foi elaborada com a participação de alunos da rede pública

Nas próximas horas, engenheiros da agência espacial russa devem testar e ajustar os equipamentos, para então autorizar o início do carregamento definitivo da Soyuz.

 
 
Pedaço de painel com imagem de Marcos PontesPara História
Brasileiro entrou para galeria do Museu Gagarin; veja fotos.
 
 
(foto: Eric Brücher Camara)Brasil no espaço
Veja fotos do foguete que vai levar astronauta brasileiro.
 
 
Luiz Cláudio Lutiis, médico que faz o acompanhamento da saúde do cosmonauta brasileiro, Marcos Pontes Brasil no espaço
Para médico de Pontes, AEB só 'atrapalhou'.
 
 
Ferro-velho
Base no Cazaquistão acumula 50 anos de entulho espacial.
 
 
Marcos PontesPanorama BBC
Mande sua pergunta sobre o programa espacial brasileiro.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Astronauta brasileiro segue para o Cazaquistão
18 de março, 2006 | Ciência & Saúde
Astronauta do Brasil é aprovado com 'notas excelentes'
14 de março, 2006 | Ciência & Saúde
Nasa adia até julho lançamento do Discovery
15 de março, 2006 | Notícias
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade