70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 08 de abril, 2006 - 18h27 GMT (15h27 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Atrás de Prodi, Berlusconi faz ofensiva de mídia
 

 
 
Silvio Berlusconi
Berlusconi se diz vítima de "perseguição" da esquerda
Na última semana de campanha eleitoral na Itália, o atual primeiro-ministro e candidato à reeleição, Silvio Berlusconi, lançou uma ofensiva na mídia, na tentativa de superar a diferença que o separava do adversário Romano Prodi.

Os italianos votam no domingo e na segunda-feira para renovar o Parlamento.

Com sua reconhecida habilidade de comunicação e talento para frases de efeito, Berlusconi foi manchete de jornais e destaque nos telejornais italianos.

Logo depois do debate televisivo com Prodi, candidato de centro-esquerda, Berlusconi prometeu, se reeleito, cancelar o imposto da casa própria - um dos mais impopulares entre os italianos.

As últimas pesquisas de opinião indicavam que Prodi lidera a disputa para primeiro-ministro, com uma vantagem de 3,5 a 5 pontos percentuais sobre Berlusconi.

Palavrão

Em meio à repercussão da sua proposta de cancelar o imposto da casa própria, o premiê lançou outra ofensiva, recorrendo a um palavrão. Usou a genitália masculina - “coglioni”, com o significado de “otário”, para definir quem vota na esquerda.

A ofensa provocou reações imediatas. Pessoas saíram às ruas em protesto, com cartazes trazendo os dizeres “sono un coglione”. Na internet nasceram blogs com o mesmo título.

“Se (Berlusconi) fosse uma pessoa séria pediria desculpas aos milhões de italianos que ofendeu”, reagiu Piero Fassino, secretário do maior partido da coalizão de Prodi, Esquerda Democrática.

Pouco depois, o “cavaliere”, como Berlusconi é chamado na Itália, se disse vítima da esquerda, que, segundo ele, limita a liberdade de expressão. De acordo com o premiê, devido a essa suposta tendência esquerdista, ele não pôde veicular um programa de TV quatro dias antes das eleições.

No programa, que seria transmitido por um dos canais de TV pertencentes a Berlusconi, o premiê apareceria sozinho, sem seu adversário.

A atração acabou sendo vetada, por imposição de um órgão regulador da mídia no país.

'Perseguição'

No dia seguinte ao veto, Berlusconi convocou a imprensa ao palácio do governo anunciando ter algo importante a declarar. Antes que os jornalistas fizessem perguntas, acusou os juízes de Milão de “não serem dignos” e de promoverem uma verdadeira perseguição contra ele.

O premiê estava reagindo contra uma investigação em curso que busca apurar se ele teria pago propina a um advogado britânico para que ele não testemunhasse contra ele, em um dos processos nos quais é acusado de corrupção.

A magistratura italiana é um dos alvos preferidos de Silvio Berlusconi, que define os juízes como “toghe rosse” – “becas vermelhas”, para dizer que são comunistas.

O adversário de Berlusconi, Romano Prodi, acusa o primeiro-ministro de dividir o país.

“Meu objetivo é combater a pobreza, não a riqueza, e pacificar o país”, disse Prodi, em entrevista ao semanário “Espresso”, fazendo referência aos rumores de que pretende aumentar impostos.

Na opinião do ex-presidente da Comissão Européia, a campanha eleitoral “começou com insultos e está terminando com insultos”. Mas Prodi afirma que já esperava algo assim.

“Quem está em desvantagem, sobretudo se possui meios de comunicação, estabelece o tom e os modos da campanha, que podem ser violentos, como são”, afirmou.

Num de seus últimos apelos, Silvio Berlusconi lançou dúvidas sobre possíveis irregularidades na apuração dos votos.

Prodi e Berlusconi já se manifestaram a favor de novas eleições no caso de haver empate. Mas segundo alguns observadores, haveria outra saída: uma coalizão "transversal" para guiar o país numa fase delicada de crise econômica como esta.

 
 
Silvio Berlusconi (esq.) e Romano ProdiEleições na Itália
Veja o que está em jogo na votação deste domingo.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade