70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 19 de abril, 2006 - 19h24 GMT (16h24 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Prazer sexual depois dos 40 é maior para homens, diz estudo
 
Homens de mais de 40 teriam mais prazer com sexo que mulheres
Homens de mais de 40 teriam mais prazer com sexo que mulheres
Homens na meia-idade e na terceira idade são mais satisfeitos sexualmente do que mulheres na mesma faixa etária.

A informação consta de uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, divulgada nesta quarta-feira.

O estudo foi feito com um grupo de 27 mil pessoas com idades de 40 a 80 anos, em 29 países, incluindo o Brasil.

Na grande maioria dos países consultados, os homens sentem mais prazer físico e emocional com o sexo do que as mulheres na mesma faixa etária.

A pesquisa revelou que o percentual de pessoas mais velhas que se dizem mais satisfeitas com a vida sexual é maior em países da Europa, da América do Norte e da Oceania do que nos países que o estudo qualifica como "regimes centrados na figura masculina", o que inclui países como Brasil, Itália, Turquia, Argélia, Coréia do Sul, Marrocos e Israel.

Austríacos satisfeitos

De acordo com o estudo, a Áustria encabeça a lista de países onde a satisfação sexual é maior, mas há contrastes consideráveis nos dados registrados entre os homens e os referentes às mulheres no país.

Entre os austríacos, 79,7% diz sentir prazer físico com o sexo. A proporção entre as mulheres do país é de 63%.

Um total de 83,4% dos austríacos afirma que sente prazer emocional com a atividade sexual, enquanto o índice entre as mulheres é de 70,6%.

O sociólogo Edward Laumann, da Universidade de Chicago, que comandou a pesquisa, brinca ao dizer que "até os austríacos se surpreenderam com o resultado".

Mas Laumann acrescenta que o índice positivo de satisfação sexual registrado pela pesquisa em países como Áustria e Espanha se deve ao fato de que "têm populações relativamente homogêneas, com poucas diferenças religiosas, com culturas que valorizam o idoso e os laços matrimoniais".

Japoneses insatisfeitos

Os países que registraram os índices mais baixos de satisfação sexual tanto entre a população masculina como entre a feminina são os do Leste Asiático.

De acordo com o estudo, o Japão foi o país com a população idosa menos satisfeita sexualmente.

Segundo o estudo, 17,6% dos homens japoneses dizem ter prazer físico com o sexo, contra apenas apenas 9,8% das mulheres.

Em Taiwan, o índice de homens que disse dar importância ao sexo foi de apenas 24,7%, contra 7,3% das mulheres.

Os números do Leste Asiático apresentam um contraste considerável com as cifras calculadas no Brasil, por exemplo, onde o índice foi de 74,6% para homens, contra 43% para as mulheres.

"O fato de pessoas de meia-idade no Leste Asiático terem expressado menos interesse por sexo está ligado ao fato que a velhice é vista de uma forma muito puritana nessas sociedades", afirma Laumann. "Até porque o sexo é visto como tendo fins basicamente de procriação."

"As mulheres costumam ver o sexo como algo sujo. Quando elas se tornam mais velhas, sentem que é hora de fugir dessa situação", acrescenta o sociólogo.

 
 
Pesquisa
Homens mais velhos têm vida sexual mais feliz
 
 
Solidão aos 40
Estudo contradiz tese de que aposentados são mais sozinhos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Guia ajuda torcida até a namorar na Copa
10 fevereiro, 2006 | BBC Report
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade