70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 20 de abril, 2006 - 13h27 GMT (10h27 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
'Rios secretos' são encontrados na Antárdida
 

 
 
Imagem de David Sugden, da Universidade de Ediburgo
Cientistas descobrem rede de rios na Antártida
Cientistas britânicos descobriram que os lagos enterrados da Antártida são conectados por uma rede de rios que movem a água muito abaixo da superfície, segundo um estudo publicado na revista científica Nature.

Acreditava-se que os lagos subglaciais haviam ficado completamente selados por milhões de anos, permitindo a evolução de espécies únicas.

Os pesquisadores argumentam que a descoberta pede a revisão dos planos internacionais de perfurar estes lagos.

"O que esta pesquisa mostrou é que a contaminação poderia ocorrer não apenas no lago perfurado, mas em todo o sistema de drenagem", disse o autor do estudo Duncan Wingham, da University College London, à BBC.

Cápsulas do tempo

Os lagos subglaciais do pólo sul são considerados "cápsulas do tempo" do período em que o continente começou a se congelar.

Os cientistas acreditam que qualquer vida encontrada nestes lagos ajudará no desenvolvimento de pesquisas em outros lugares, como o oceano bloqueado por gelo na lua Europa de Júpiter.

A presença do sistema de drenagem pode mudar a corrente de pensamentos de que os microorganismos se desenvolvem "independentemente".

Desde os anos 60, satélites e aeronaves com poderosos radares vêm descobrindo a existência de diversos lagos enterrados quilômetros abaixo da espessa camada de gelo.

Mais de 150 já foram detectados, mas a expectativa é que existam milhares.

O maior lago subterrâneo na Antártida é o Vostok, que tem 250 quilômetros de extensão, 40 km de largura e 400m de profundidade.

Pesquisas

Pesquisadores da Nasa, a agência espacial americana, e da Academia de Ciência da Rússia planejam quebrar o gelo da superfície para retirar uma amostra da água para saber se há vida no local.

Um grupo envolvendo 14 universidades e entidades de pesquisa britânicas, e cientistas do Chile, Estados Unidos, Bélgica, Alemanha e Nova Zelândia apresentou propostas para explorar o lago Ellsworth, na Antártida ocidental.

 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade