BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de agosto, 2006 - 22h40 GMT (19h40 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Segundo mandato de Uribe será difícil, dizem analistas
 

 
 
Álvaro Uribe, presidente da Colômbia
Governo de Uribe tem apoio de quase 70% do Congresso
Mesmo tendo sido reeleito com 62% dos votos e possuir aprovação de mais de 70% da população, o presidente Álvaro Uribe enfrentará desafios difíceis no seu segundo mandato, que começa nesta segunda-feira.

Analistas consultados pela BBC disseram que a governabilidade de Uribe deve ser ainda mais difícil no segundo mandato.

“A governabilidade do primeiro mandato dependia muito da popularidade de Uribe”, disse o ex-ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Rodrigo Pardo.

“Mas será muito difícil sustentar isso nos próximos quatro anos, quando a agenda econômica colombiana exige aumento de impostos e redução dos gastos públicos”, completou.

Diplomacia e segurança

Para o ex-ministro, a principal tarefa de Uribe em relação à política externa do país é “desideologizar” a sua diplomacia.

“Na medida em que diminuir o tom ideológico dos primeiros quatro anos usado para atrair (o presidente norte-americano) George W. Bush, a Colômbia pode abrir novos espaços com a Venezuela”, disse Pardo.

A relação entre Colômbia e Venezuela tem sido “hipócrita” na avaliação de Pardo. Os dois países têm conseguido evitar conflitos, mas acabaram reduzindo a cooperação apenas para temas energéticos.

Paramilitares em operação
Grupos paramilitares ainda são ameaça à segurança do país

Ainda há muita incerteza sobre como será a política de Uribe com as milícias das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

A política de segurança democrática – a principal bandeira do presidente no primeiro mandato – freou a expansão das Farc, mas não conseguiu derrotá-las. O grupo possui cerca de 20 mil combatentes.

Um dos itens da agenda é a negociação de troca de guerrilheiros presos por seqüestrados políticos, alguns deles desaparecidos há sete anos. A negociação entre o governo e as Farc nunca avançou.

Com o outro grupo paramilitar do país – o Exército de Libertação Nacional (ELN), que possui 3 mil pessoas – o governo já começou contatos indiretos, mas não há nada formalizado.

Um levantamento recente do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e para a Paz indica que 43 grupos paramilitares novos surgiram no país, o que representa um acréscimo de 3.800 guerrilheiros.

O desafio do governo é neutralizar as atividades desses grupos e reparar as vítimas de massacres, desapropriações, deslocamentos forçados e roubos de terras.

“Uma negociação bem-sucedida com as Farc, com a AUC (Autodefesas Unidas da Colômbia) e com o ELN precisa colocar um ponto final na violência generalizada, não apenas parcialmente”, disse Mauricio García Durán, especialista em assuntos de segurança.

No campo da economia, o governo – que controla quase 70% do Congresso – terá de aprovar uma controversa reforma tributária que pretende estender para diversos produtos a cobertura de um imposto sobre valor agregado.

A reforma, segundo o governo, é essencial para bancar os custos de segurança e de investimentos sociais.

Diante de tantos desafios, há muita expectativa sobre como será o pronunciamento de Uribe durante a cerimônia de posse na segunda-feira, que deve contar com a presença de 11 presidentes latino-americanos.

 
 
Soldados das FarcGuerra na selva
Conflito com as Farc ainda é maior desafio de Uribe.
 
 
UribeCaio Blinder
Triunfo de Uribe é rara vitória de Bush na América Latina.
 
 
SOldados colombianosMilitares
Uribe deve aumentar exército se for reeleito na Colômbia.
 
 
Soldados americanos treinaram soldados colombianosPlano Colômbia
Após 6 anos, plano não diminuiu produção de coca.
 
 
lulaLula na Colômbia
Presidentes devem assinar acordos de cooperação policial.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Carro-bomba mata 6 em Cali, na Colômbia
05 de agosto, 2006 | Notícias
Emboscada mata 16 pessoas na Colômbia
01 de agosto, 2006 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade