BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 21 de novembro, 2006 - 17h53 GMT (15h53 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Ministro libanês morto era parte de dinastia política cristã
 
Pierre Gemayel (2º esq) no retorno de seu pai ao Líbano em 2000
A família Gemayel está no centro da política libanesa desde 1930
O ministro da Indústria do Líbano, Pierre Gemayel, assassinado nesta terça-feira, era o filho de uma das mais importantes dinastias políticas cristãs do Líbano - apesar do próprio político nunca ter alcançado o auge do poder e influência ao qual chegaram outros membros de sua família.

O nome Gemayel está ligado ao partido maronita cristão de direita, o Falange, fundado pelo avô do ministro (também chamado Pierre) em 1936. O avô homônimo do político foi um dos principais personagens da sangrenta guerra civil que atingiu o Líbano durante as décadas de 70 e 80.

Mas, com o assassinato do carismático filho e sucessor de Pierre, Bashir Gemayel em 1982, logo depois de ter sido eleito presidente do Líbano, o partido sofreu com divisões e viu sua importância diminuir.

O irmão de Bashir, Amin, foi eleito presidente e o partido - fundado segundo uma ideologia nacionalista cristã de direita - começou a ser influenciado pela Síria.

Exílio

No final de seu mandato em 1988, Amin levou sua família - incluindo Pierre - para o exílio voluntário, esperando que este afastamento fosse acabar com as divisões que existiam naquele tempo entre várias facções libanesas.

Da França, Suíça e Estados Unidos, Amin trabalhou para dar apoio ao crescente movimento para colocar fim ao controle político e militar imposto pela Síria ao Líbano, uma conseqüência da guerra civil, quando as forças sírias entraram no país (a pedido do partido Falange) para impor a paz.

Amin retornou ao Líbano em 2000 e, no mesmo ano, seu filho Pierre Gemayel concorreu e ganhou uma vaga no Parlamento com uma campanha contra a Síria.

Pierre assumiu o cargo de ministro da Indústria depois da vitória da campanha contra a Síria nas eleições, que ocorerram após o assassinato do popular ex-primeiro-ministro Rafik Hariri.

 
 
Conflito no Oriente MédioOriente Médio
Saiba mais sobre o conflito entre Israel e palestinos.
 
 
O líder do grupo militante islâmico Hezbollah, Hassan NasrallahConflito no Líbano
Hezbollah confirma negociação com Israel.
 
 
Rafik HaririLíbano
ONU diz que Rafik Hariri foi 'assassinado por suicida'
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Governo do Líbano aprova tribunal internacional
13 de novembro, 2006 | Notícias
Síria nega plano para derrubar governo libanês
02 de novembro, 2006 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade