http://www.bbcbrasil.com

08 de dezembro, 2006 - 00h41 GMT (22h41 Brasília)

Caixão de São Paulo é encontrado em Roma

Arqueólogos anunciaram nesta quinta-feira que descobriram em Roma um caixão que contém o que eles acreditam ser os restos mortais de São Paulo.

O caixão, que seria pelo menos do ano 390 depois de Cristo, foi encontrado em uma cripta embaixo da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, a maior igreja de Roma depois da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Excavações vinham sendo feitas no local desde 2002 e foram completadas apenas no mês passado.

Há muito se acreditava que a tumba do apóstolo Paulo estava na catedral, mas só agora, após as escavações, foi encontrado o caixão.

Os arqueólogos tiveram que remover duas grandes placas de mármore para encontrar o caixão, que contém a inscrição em latim Paolo Apostolo Martyr.

Buracos

A tumba também tem buracos claramente visíveis, pelos quais os fiéis antigamente colocavam pedaços de pano para tocar os restos do Santo.

O padre Edmund Power, abade de um mosteiro beneditino que teve acesso ao caixão, disse que ele é branco e parece ser feito de um material semelhante ao mármore.

Quando vivo, São Paulo viajou por Ásia Menor, Grécia e Roma no século 1º d.C e suas epístolas, incluídas no Novo Testamento, são consideradas por teólogos alguns dos mais influentes documentos da doutrina cristã.

O apóstolo teria sido decapitado em 65 d.C pelo imperador romano Nero.

Sua tumba deve ser colocada em exposição ao público em geral, mas o Vaticano ainda não anunciou se irá permitir um dia que seu interior seja examinado.