BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 21 de março, 2007 - 22h40 GMT (19h40 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
EUA devem se preparar para nova geração de etanol, diz Gore
 

 
 
Al Gore
Al Gore está sendo cotado para receber o Prêmio Nobel da Paz
O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, afirmou que os Estados Unidos precisam se preparar para a nova geração de etanol.

''A atual geração de etanol envolve uma certa polêmica mas, se trabalharmos corretamente, em cinco anos teremos uma nova geração de etanol, o etanol celulósico'', afirmou Al Gore, durante uma audiência sobre aquecimento global, realizada nesta quarta-feira à tarde no Senado americano.

O etanol produzido nos Estados Unidos é obtido primordialmente a partir de milho. Produtores de gado americanos têm feito critícas ao avanço da indústria de etanol do país.

Eles alegam que ela vem provocando o aumento nos preços do cereal e, conseqüentemente, uma elevação dos preços de terras de cultivo e de alimentos, pois o cereal é usado como ração para bovinos, suínos e aves.

''Nós podemos começar agora a construir a infra-estrutura que necessitamos para reduzir a emissão de CO2. Dessa forma, estaremos prontos antes mesmo da segunda geração de etanol começar a ser adotada.

O etanol celulósico é produzido a partir de celulose, não deriva de plantas que servem de alimento e é considerado superior ao feito de milho, uma vez que sua queima emite menos gases causadores do efeito estufa.

Exemplo americano

Al Gore defendeu a idéia de que os Estados Unidos assinem o Tratado de Kyoto e acrescentou que ''o próximo presidente que tomar posse, em 2009, deve correr para negociar um novo e mais forte tratado, que entre em vigor já em 2010''.

Pelo protocolo, os países desenvolvidos devem reduzir a quantidade de gases poluentes que emitem em pelo menos 5,2% até 2012. O presidente George W. Bush argumentou que a ratificação do tratado teria um impacto negativo sobre a economia dos Estados Unidos.

No entender de Al Gore, endossar Kyoto seria uma forma de ''dar um exemplo e de envolver a China e a Índia e países em desenvolimento''.

Popstar

Antes de depor à tarde no Senado, Gore participou de outra audiência, realizada pela manhã na Câmara dos Representantes, que também teve como tema o aquecimento global.

Nos dois eventos, Gore teve uma recepção digna de popstar. Uma multidão de fotógrafos cercou o ex-vice-presidente e ambientalistas fizeram fila para entrar nas salas onde ele prestou depoimento.

Alguns carregavam cartazes com dizeres como ''Concorra, Al, Concorra'' ou ''Gore-Obama 08'', conclamando, respectivamente, Gore a entrar na disputa presidencial pelo Partido Democrata e a montar uma chapa tendo o senador Barack Obama como seu vice.

Derrotado por George W. Bush em 2000, Gore tem dito que não tem intenção de concorrer à Presidência novamente no momento, mas não descarta que venha a fazê-lo no futuro.

Especulações em torno de sua possível candidatura aumentaram após o Oscar dado para o documentário Uma Verdade Inconveniente, que traz uma série de conferências de Gore sobre aquecimento global. O ex-vice-presidente também está sendo cotado para receber o Prêmio Nobel da Paz deste ano.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade