BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de julho, 2007 - 19h47 GMT (16h47 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Live Earth reúne milhares em shows no mundo todo
 
Abertura do Live Earth em Sydney, na Austrália, com cerimônia aborígene de boas-vindas
Concerto em Sydney, na Austrália, foi o primeiro a começar
O evento Live Earth reuniu milhares de pessoas em shows de música em todo o mundo neste sábado – em uma iniciativa para conscientizar a população mundial sobre as ameaças do aquecimento global.

O Rio de Janeiro está entre as cidades que receberam astros internacionais da música, ao lado de Londres, na Grã-Bretanha; Johannesburgo, na África do Sul; Hamburgo, na Alemanha; Sydney, na Austrália; Tóquio, no Japão; e Xangai, na China; além de Nova Jersey e Washington, nos Estados Unidos.

Em Londres, algumas da bandas mais aplaudidas no novo estádio de Wembley foram os Red Hot Chili Peppers e o Metallica.

O dia de shows foi organizado pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore, que também produziu o filme Uma Verdade Inconveniente como parte de sua campanha para "curar o planeta".

O próprio Gore participou de um evento menor, no Museu Nacional do Índio Americano, em Washington, onde fez um apelo por uma redução de 90% nas emissões de carbono dos países ricos que foi transmitido para estádios em todo o mundo.

'Hipocrisia'

De acordo com os organizadores, dois bilhões de pessoas devem assistir os shows em transmissões de TV, rádio e pela internet.

Apesar das intenções ambientalistas, o Live Earth foi criticado pela suposta hipocrisia de utilizar como representantes da mensagem de corte de emissões artistas que voam de avião por todo o mundo em turnês mundiais.

George Marshall, da organização não-ambiental, Climate Outreach Information Network, não poupou críticas.

"Convidar algumas das pessoas mais ricas do mundo para dizer 'ei, tudo o que precisamos é poupar um pouco' é absurdo", disse Marshall.

Por outro lado, o líder da banda Snow Patrol, Gary Lightbody, que se apresentou em Londres, disse ter participado do evento para aprender a "limpar" as turnês com exemplos como o do Red Hot Chili Peppers, que já se preocupa com as próprias emissões há anos.

"Já compensamos o carbono das nossas viagens em turnê, mas os nossos shows ainda estão bem para trás", disse Lightbody.

Na Alemanha, se apresentaram o rapper Snoop Dogg, a cantora Shakira, o cantor romântico Enrique Iglesias e Yusuf Islam (conhecido como Cat Stevens na década de 70).

Na África do Sul, as principais atrações foram o grupo de reggae britânico UB40 e a cantora Joss Stone, enquanto em Sydney, Jack Johnson, Crowded House e Wolfmother animaram o público.

 
 
Madonna'Pop ecológico'
Causa ambiental vira tema pop no Live Earth.
 
 
Horta em Ashton HayesCarbono zero
Vilarejo britânico lança plano contra aquecimento; assista.
 
 
Barco em mar de geloRelatório da ONU
'Derretimento de geleiras afetará 40% da população'.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade