BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 03 de novembro, 2007 - 13h58 GMT (11h58 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Musharraf declara estado de exceção no Paquistão
 
Pervez Musharraf, presidente do Paquistão
Musharraf aguardava decisão da Suprema Corte sobre reeleição
O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, impôs neste sábado estado de exceção no país.

Musharraf suspendeu a Constituição e afastou o presidente da Suprema Corte, Iftikhar Chaudhry – depois de o juiz ter declarado inconstitucional o estado de exceção.

O governo anunciou que Chaudhry será substituído por Abdul Hameed Dogar, considerado um simpatizante do presidente e ex-membro de um tribunal especial criado para investigar alegações de irregularidades cometidas por Chaudhry.

Na capital, Islamabad, forças de segurança colocaram barreiras de concreto ao redor da Suprema Corte, onde Chaudhry e outros dez juízes estejam sendo mantidos.

A decisão de Musharraf foi anunciada quando a Suprema Corte estava prestes a anunciar seu veredicto sobre a legalidade da candidatura do general à Presidência, depois de ele ser reeleito no pleito realizado em outubro.

O tribunal iria decidir se Musharraf poderia ter sido candidato ocupando, ao mesmo tempo, o cargo de comandante do Exército.

Segundo a correspondente da BBC no Paquistão Barbara Plett, havia a expectativa de que a Suprema Corte pudesse anunciar uma decisão desfavorável a Musharraf.

Pronunciamento

Há informações de que a situação permanece calma na capital paquistanesa, mas o governo tirado do ar emissoras independentes de TV.

Barreiras de concreto foram colocadas ao redor da Suprema Corte em Islamabad

Nos últimos meses, o Paquistão, um importante aliado dos Estados Unidos na Ásia, tem sido palco de instabilidade política, com a diminuição crescente da popularidade de Musharraf – que chegou ao poder em um golpe de estado em 1999.

Buscando uma base mais forte de sustentação política, Musharraf se aproximou da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto, líder do maior partido do país, que retornou no mês passado ao Paquistão após oito anos de exílio voluntário.

Benazir Bhutto estava nos Emirados Árabes Unidos quando foi anunciado o estado de emergência, e então voltou ao país.

O Paquistão realizaria em janeiro eleições parlamentares, embora agora não esteja claro se o pleito irá ocorrer como o previsto.

Segundo a correspondente da BBC, Benazir Bhutto, que era cotada para reassumir o cargo de primeira-ministra depois das eleições, agora terá que decidir se lidera o movimento de oposição contra as medidas de Musharraf ou se busca um acordo com ele.

Benazir Bhutto já teria retornado ao Paquistão

Reações e Talebã

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, disse que as medidas adotadas por Musharraf foram “lamentáveis” ressaltando que Washington não apóia procedimentos “extraconstitucionais”.

Nos últimos meses, o governo paquistanês também sofreu uma série de derrotas na luta contra militantes islâmicos pró-Talebã que atuam no norte do país, o que aumentou a pressão sobre Musharraf, especialmente por parte dos Estados Unidos.

Os militantes anunciaram neste sábado terem assumido o controle três subdistritos na Província da Fronteira Noroeste, mas o governo não confirmou a informação.

Na Índia, com a qual o Paquistão já se envolveu em três guerras, o primeiro-ministro Manmohan Singh convocou uma reunião de emergência de seu gabinete para discutir os desdobramentos.

Em uma declaração, o Ministério do exterior disse que a Índia lamenta o momento difícil pelo qual vem passando o país vizinho.

A declaração também diz que a Índia espera que a normalidade volte logo ao Paquistão, permitindo uma transição para a democracia e a estabilidade.

 
 
A ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir BhuttoAnálise
Ex-premiê dá tiro no escuro ao voltar ao Paquistão.
 
 
O ex-primeiro-ministro do Paquistão Nawaz SharifAnálise
Presidente do Paquistão arriscou ao deportar ex-premiê.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Musharraf pede reconciliação no Paquistão
07 de outubro, 2007 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade