BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 11 de novembro, 2007 - 13h46 GMT (11h46 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Rei colocou Chávez 'em seu lugar', diz jornal espanhol
 
Zapatero e rei Juan Carlos
Premiê e rei Juan Carlos (à direita) saíram em defesa de Aznar
A imprensa espanhola destacou neste domingo o “cala-boca” dado no sábado pelo rei Juan Carlos no presidente venezuelano, Hugo Chávez, durante a cerimônia de encerramento da Cúpula Ibero-Americana no Chile.

Em editorial, o jornal de centro-direira El Mundo, disse que o rei espanhol colocou o venezuelano “em seu lugar em nome de todos os espanhóis”.

O incidente entre o rei espanhol e Chávez ocorreu depois que o líder venezuelano chamou o ex-primeiro-ministro espanhol Jose María Aznar de “fascista”.

“Fascistas não são humanos. Cobras são mais humanas”, teria dito Chávez sobre Aznar, que durante sua gestão foi um forte aliado dos Estados Unidos.

O atual primeiro-ministro espanhol, o socialista Jose Luis Rodriguez Zapatero, saiu em defesa de Aznar dizendo que ele havia sido eleito “democraticamente pelo povo e foi um representante legítimo do povo espanhol”.

Chávez tentou interromper Zapatero diversas vezes apesar de estar com o microfone desligado. Ao assistir à cena, o rei levantou-se e dirigiu-se a Chávez, furioso:

“Por que o senhor não cala a boca?”

Em seguida, Juan Carlos saiu da reunião, em protesto.

Respeito

Para o El Mundo, a atitude do rei foi um "gesto sem precedentes".

"O rei enfrentou o líder venezuelano na presença de todos os presentes na Cúpula Ibero-Americana. Alguém já devia ter dito isso há muito tempo”, destacou o diário.

"O rei já não se cala" foi a manchete da primeira página do jornal ABC, que dedicou várias páginas ao episódio.

Para o jornal conservador, o rei Juan Carlos "defendeu a Espanha dos ataques de Hugo Chávez”.

Depois do ocorrido, o presidente venezuelano respondeu ao incidente dizendo que exigia respeito.

“Exijo respeito, porque eu também sou um chefe de Estado e eleito democraticamente. Ele (o rei) é tão chefe de Estado quanto eu, com a diferença de que fui eleito três vezes", sustentou Chávez.

A Cúpula Ibero-Americana reuniu de quinta a sábado líderes de Portugal, Espanha e da América Latina em Santiago, no Chile.

 
 
Hugo ChávezGuerra de palavras
Rei espanhol manda Chávez 'calar a boca'
Veja
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade