BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 03 de dezembro, 2007 - 17h57 GMT (15h57 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Desmatamento em áreas protegidas do Pará cai pelo 2º mês
 

 
 
Madeira extraída da Amazônia
Desmatamento total também caiu em outubro em relação a setembro
O desmatamento em áreas protegidas no Estado do Pará caiu em outubro pelo segundo mês consecutivo, de acordo com a ONG Imazon, que atua na região.

Os dados do Sistema de Alerta e Desmatamento (SAD) da ONG indicam que o desflorestamento em parques e reservas ambientais somou 2,8 km², o equivalente a 2,7% do total desmatado neste período.

Em setembro, a proporção havia sido de 18,4% e, em agosto, de 26%.

O desmatamento nas mesmas áreas protegidas havia aumentado nos meses de inverno, época em que o corte de mata é mais acentuado por causa da seca.

Boa notícia

 Ainda não sabemos se é uma tendência ou se o desmatamento ainda pode voltar. Não podemos cantar vitória, mas é uma boa notícia.
 
Adalberto Veríssimo, pesquisador-sênior do Imazon

“Ainda não sabemos se é uma tendência ou se o desmatamento ainda pode voltar. Não podemos cantar vitória, mas é uma boa notícia”, disse o biólogo Adalberto Veríssimo, pesquisador-sênior do Imazon e um dos responsáveis pela pesquisa.

Veríssimo diz que a queda no desmatamento pode ser o refluxo do incremento do inverno, quando o aumento do desflorestamento nas áreas protegidas (onde a derrubada de árvores é totalmente proibida) e a repercussão das notícias negativas levaram o governo a anunciar que iria reforçar a fiscalização.

Em agosto, o desmatamento nas áreas protegidas – incluindo não apenas parques reservas ambientais, mas também terras indígenas – foi o equivalente a 65% do total.

“Até agora, não houve nenhuma grande operação, mas os responsáveis pelo desmatamento podem estar mais cuidadosos”, opina o pesquisador do Imazon.

Fiscalização

Ele diz que o governo tem divulgado que está planejando operações na região. “O governo tem agora um prazo para agir, porque o desmatamento praticamente cai a zero na época de chuvas, que está começando, até maio.”

“Mas além de aumentar a fiscalização, é preciso tomar conta dessas áreas para inibir o desmatamento”, afirma Veríssimo.

O desmatamento total (incluindo também áreas desprotegidas) caiu em outubro para um quarto do volume verificado em setembro – de 469 km² para 102 km², mas no acumulado de agosto a outubro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado houve um aumento de 4%, de acordo com os dados do SAD.

Nos assentamentos de reforma agrária, o volume desmatado caiu de 25,8 km² em setembro para 11,4 km² em outubro, mas a proporção no total aumentou de 5,5% para 11,3%.

 
 
Desmatamento na Amazônia (arquivo)Amazônia
ONGs propõem 'desmatamento zero' em sete anos.
 
 
Geleira Especial
Veja informações e explicações sobre mudanças climáticas.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Amazônia 'resiste à mudança do clima'
21 setembro, 2007 | BBC Report
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade