BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 02 de janeiro, 2008 - 13h48 GMT (11h48 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Acidente da TAM foi 'o pior da aviação em 2007'
 
Avião da TAM
Acidente com Airbus em São Paulo deixou 199 mortos
O acidente com o Airbus A320 da TAM, que deixou 199 mortos em julho do ano passado, foi o pior da aviação mundial em 2007, aponta um estudo feito pelo Escritório de Registros de Acidentes Aéreos (Acro, na sigla em inglês), com sede em Genebra, na Suíça.

Na avaliação do órgão independente, apesar do acidente da TAM, que também foi o pior da história da aviação brasileira, o ano de 2007 foi “excelente para a aviação civil”.

“O ano passado foi um dos mais seguros na história da aviação, com o menor número de acidentes em 44 anos. Foram registrados 136 acidentes sérios em 2007, 28 a menos que em 2006”, divulgou o órgão em comunicado.

Ainda de acordo com os cálculos da ACRO, 965 pessoas morreram em todo mundo em desastres aéreos no ano passado, uma queda de 25% em relação a 2006.

Cerca de um terço dos acidentes ocorreram na América do Norte, 34 apenas nos Estados Unidos. Nenhum acidente sério foi registrado na Europa, confirmando a posição do continente como um dos “mais seguros do mundo para a aviação”.

Além do acidente com o Airbus da TAM, o estudo ainda citou as quedas de outras duas aeronaves no Quênia e na Indonésia, com 114 e 102 vítimas, respectivamente, como outros “grandes acidentes” de 2007.

 
 
Avião da Gol Crise aérea
'Novo acidente aéreo no Brasil é questão de tempo', diz entidade.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade