BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às:
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Microsoft retira oferta de compra do Yahoo!
 
Site do portal Yahoo
Analistas acreditam que açoões do Yahoo! serão desvalorizadas
Após três meses de negociações, a gigante de softwares Microsoft retirou sua oferta de aquisição do portal Yahoo! por não ter chegado a um acordo sobre o valor de compra da empresa.

O diretor-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, fez o anúncio por meio de uma carta endereçada ao diretor-executivo do Yahoo!, Jerry Yang.

Ballmer disse que a Microsoft havia concordado em aumentar sua oferta de compra de US$ 44,6 bilhões para US$ 47,5 bilhões (R$ 78,2 bilhões), o equivalente a US$ 33 por ação.

Ainda assim, acrescentou Ballmer, o Yahoo! insistiu no preço de US$ 53 bilhões, ou US$ 37 por ação, mais do que a Microsoft estava disposta a pagar.

A fusão da Microsoft com o Yahoo! criaria uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, desafiando o maior rival do portal, o Google, dominador do mercado de anúncios online.

Ações

Na carta à direção do Yahoo!, Ballmer disse que a Microsoft continuava a acreditar que a proposta de aquisição “fazia sentido” para as duas empresas e para o mercado como um todo.

“Apesar de nossos esforços, que incluiu o aumento da oferta em quase US$ 5 bilhões, o Yahoo! não aceitou nossa proposta”.

“Depois de muitas considerações, nós acreditamos que o preço pedido pelo Yahoo! não faz sentido para nós, e é no intuito de preservar os interesses dos acionistas da Microsoft e dos funcionários que retiramos nossa oferta”, diz a carta.

Por sua vez, o Yahoo! manteve sua posição, insistindo que a Microsoft havia oferecido muito pouco para adquiri-la.

Ao fim do pregão da sexta-feira, as ações da Microsoft foram avaliadas em US$ 29,24. As do Yahoo! subiram US$ 1,85, fechando em US$ 28,67, em meio a expectativas de que a Microsoft iria aumentar a oferta.

O correspondente da BBC Peter Bowes diz que analistas acreditam que a quebra do diálogo entre as duas empresas pode ter um efeito negativo sobre o preço das ações do Yahoo! e gerar incertezas entre os investidores sobre o futuro da direção da empresa.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
UE impõe multa recorde de R$ 2 bi à Microsoft
27 fevereiro, 2008 | BBC Report
Yahoo! rejeita oferta de US$ 44 bi da Microsoft
11 fevereiro, 2008 | BBC Report
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade