BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 17 de maio, 2008 - 10h39 GMT (07h39 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Temor de enchente leva a evacuação de cidade chinesa
 
Evacuação em Beichuan
Milhares de pessoas tiveram de ser evacuadas em Beichuan
Os esforços de resgate na cidade chinesa de Beichuan – a mais atingida pelo terremoto desta semana no sudoeste do país – foram interrompidos devido a temores de uma possível enchente.

A cidade inteira foi evacuada, segundo o correspondente da BBC em Beichuan Paul Danahar. Em seguida, as autoridades descartaram o risco de enchente. Os trabalhos de resgate já recomeçaram na cidade.

Os rumores de que um lago próximo à cidade teria transbordado provocou pânico na cidade e levou milhares de pessoas a procurarem abrigo às pressas em lugares mais elevados.

No entanto, segundo o correspondente da BBC, apesar dos rumores, não foi possível perceber nenhum sinal de enchente na cidade.

Fuga

Em outras partes da região, algumas pessoas ainda estavam sendo resgatadas com vida, mesmo cinco dias depois do terremoto.

Neste sábado, as autoridades confirmaram a morte de cerca de 28.881 mil pessoas. Estima-se, no entanto, que o número final chegue a 50 mil pessoas. Milhares estão desabrigados.

O correspondente da BBC conta que a notícia sobre a possível enchente provocou uma fuga em massa.

"Nós estávamos filmando um homem sendo resgatado após horas de escavação e toda a equipe de resgate teve de abandoná-lo para fugir", disse Danahar.

O repórter da BBC já voltou ao centro da cidade, depois que autoridades descartaram a possibilidade de enchente.

Neste sábado, 33 pessoas foram resgatadas com vida dos escombros em Beichuan, segundo a agência estatal de notícias Xinhua.

Um homem de 52 anos foi resgatado depois de ficar soterrado por 117 horas. Um turista alemão também foi salvo após 114 horas.

Equipes de resgate da Coréia do Sul, Cingapura e Rússia chegaram à província de Sichuan para ajudar especialistas do Japão e de Taiwan que já estão no local.

O número de corpos sem vida sendo retirados dos escombros é grande. O governo está recorrendo a covas coletivas para evitar que doenças se espalhem.

"Apesar de o momento para se ter melhores chances de resgate – as primeiras 72 horas após o terremoto – já ter passado, salvar vidas continua sendo a prioridade maior do nosso trabalho", disse o presidente da China, Hu Jintao, que visitou nesta sexta-feira a província atingida.

O premiê Wen Jiabao, disse que o terremoto foi o mais arrasador desde a fundação da Republica Popular da China, em 1949.

O tremor de 7,9 foi superior ao terremoto em Tangshan, em 1976, que deixou 240 mil mortos.

 
 
Em vídeo
Estudantes são resgatados.
Veja
 
 
Mulher grávida é resgatada na China Terremoto
Resgates 'milagrosos' dão esperança a chineses.
 
 
Resgate na China Terremoto
Equipes encontram sobreviventes.
Veja
 
 
Chinês recolhe destroços de terremoto Ajuda a vítimas
Para ONGs, China reagiu melhor do que Mianmar a desastre.
 
 
Moradores de Chengdu Terremoto na China
Estudantes soterrados 'gritavam por ajuda', dizem testemunhas.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade