BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 13 de agosto, 2008 - 07h44 GMT (04h44 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Após façanha, Phelps diz que podia ter sido mais rápido
 

 
 
Michael Phelps em Pequim
Phelps acumula cinco medalhas de ouro em Pequim e 11 na carreira

O nadador americano Michael Phelps se tornou em Pequim o maior campeão da história dos Jogos Olímpicos, mas ainda não está satisfeito. Dono de 11 medalhas de ouro olímpicas, ele quer mais e diz que não gostou do tempo que marcou ao vencer a final dos 200m borboleta.

"Eu estou decepcionado, sei que posso ser mais rápido que isso", afirmou, depois de quebrar o recorde mundial da prova com o tempo de 1:52.03. "Eu queria 1:51 ou melhor, mas, diante das circunstâncias, acho que não foi tão ruim."

Phelps diz que teve um problema com os óculos, que se encheram de água durante a prova. Isso teria atrapalhado seu desempenho e feito com que ele tivesse que reduzir a velocidade no trecho final.

Na boca do fenômeno da natação americana, o discurso que poderia soar como desrespeito aos adversários reflete, na verdade, o espírito competitivo do atleta que chegou a Pequim para quebrar todos os recordes.

Coleção

Phelps já disputou cinco finais nos Jogos Olímpicos de Pequim, e ganhou a medalha de ouro em todas elas. Ele ainda terá outras três chances de aumentar a coleção.

O maior desafio agora é alcançar - ou até ultrapassar - a marca histórica do também nadador americano Mark Spitz, que foi campeão olímpico sete vezes em Munique-1972 e é o recordista de medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada.

Michael Phelps
 Não há ninguém em qualquer esporte que possa vencer como ele vence
 
Eddie Reese, treinador de Phelps

"Eu ainda tenho alguma (motivação) guardada no tanque", afirma. "De agora em diante, é só uma ladeira para baixo. O fim está próximo, e eu estou adorando."

Favorito absoluto nas três disputas que ainda terá pela frente em Pequim, Phelps afirma que não é invencível.

"Não sou imbatível, ninguém é imbatível. Qualquer um pode ser vencido", declarou. "Ainda não acabou, qualquer coisa pode acontecer nas próximas três provas."

"Estivemos nos preparando para isso nos últimos quatro anos", acrescentou. "O trabalho duro está dando resultados e começando a aparecer."

Sem palavras

A reação de Phelps ao dia em que fez história em Pequim não se limitou, é claro, à insatisfação pelo tempo na prova dos 200m borboleta.

O americano vibrou muito com a segunda medalha que ganhou no dia, no revezamento 4x200m livre, e atribuiu a alegria à "diversão" de fazer parte da equipe americana na prova.

Phelps também confessou que ainda tem dificuldade em descrever a emoção que sente por ter se tornado o maior campeão olímpico de todos os tempos.

Michael Phelps
 De agora em diante, é só uma ladeira para baixo. O fim está próximo, e eu estou adorando
 
Michael Phelps

"É tudo que eu sempre sonhei", afirmou. "Sempre quis ser um (atleta) olímpico. Agora, ao ser o mais premiado (atleta) olímpico de todos os tempos, não tenho o que dizer. Fico sem palavras."

"Fico pensando 'uau!', pensar que sou o maior (atleta) olímpico de todos os tempos, é um título bem grandioso. Estou honrado."

"Quando você tem uma medalha de ouro olímpica, isso fica com você pra sempre", acrescentou. "Você sempre será um medalhista de ouro olímpico. É incrível, e isso nunca envelhece."

Máquina do tempo

As medalhas e os recordes de Michael Phelps já vêm causando espanto no mundo da natação há um bom tempo, mas a seqüência de façanhas alcançadas pelo americano ainda desperta muitas reações de admiração.

"Não há ninguém em qualquer esporte que possa vencer como ele vence", diz o treinador Eddie Reese, que comanda a equipe americana. "Ele não está apenas vencendo, ele está triturando recordes mundiais."

"Simon Burnett (nadador britânico) e eu estávamos conversando na cafeteria, e ele disse: 'Descobri que Michael Phelps não é de outro planeta, ele é do futuro. O pai dele o fez e depois fez uma máquina do tempo. Daqui a 60 anos, ele é um nadador mediano, mas ele voltou para cá para detonar'", conta Reese.

O próprio Phelps revelou ter recebido 80 mensagens de texto pelo celular com incentivos de amigos e da família.

"Um dos meus amigos me disse: 'Cara, quantas vezes por dia vou ter que ver a sua cara feia'. A última mensagem que recebi antes das provas de hoje foi: 'É hora de ser o melhor de todos os tempos'", completou Phelps, pouco tempo depois de cumprir mais um capítulo de sua rotina de vitórias.

Michael Phelps e companheiros de equipe
Phelps e companheiros bateram recorde no revezamento 4 x 200

 
 
O jamaicano Usain Bolt, ouro nos 100m rasos em Pequim Especial Olimpíada
Jamaicano crava novo recorde e é o mais rápido da história.
 
 
O nadador americano Jason Lezak Natação
Veterano rouba cena de Phelps em revezamento.
 
 
Medalha de ouro Quiz
O que você sabe sobre as Olimpíadas?
 
 
Tiago Camilo Brasil na Olimpíada
O que você espera do desempenho da delegação?
 
 
Coreografia na abertura de Pequim 2008 Em imagens
Veja fotos da abertura dos Jogos.
 
 
Renato Gomes, o Geor do vôlei de praia da Geórgia 'Geor e Gia'
'Georgianos do Brasil' vivem sonho em Pequim.
 
 
Estádio com voluntários ocupando lugares vazios Hipismo brasileiro
Primeiro hipista negro olímpico do país chora por não competir.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade