BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de outubro, 2008 - 10h44 GMT (07h44 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Grã-Bretanha 'já está em recessão', diz Câmara de Comércio
 
Oxford Street, Londres (arquivo)
Os consumidores estão mais prudentes por causa da crise
A Grã-Bretanha já está em uma recessão, que se agrava e pode elevar o número de desempregados em 350 mil até o ano que vem, advertiu a Câmara Britânica do Comércio (BCC, em inglês), que representa empresas de pequeno e médio porte no país.

Uma pesquisa trimestral realizada entre 5 mil empresas revelou que a confiança se desintegrou tanto no setor manufatureiro quanto no de serviços.

As empresas pediram medidas urgentes do governo e do Banco da Inglaterra (banco central do país) para estimular a economia, como uma redução na taxa de juros.

Tecnicamente, a Grã-Bretanha ainda não está em recessão, que é definida como dois trimestres consecutivos de crescimento econômico negativo.

Mas a BCC qualificou os resultados da pesquisa como "excepcionalmente ruins" e disse que a economia está sob "imensa pressão" pelo segundo trimestre seguido.

O desemprego deve crescer nos próximos dois anos, indicou ainda o estudo.

A BCC acredita que o número de pessoas sem emprego vai aumentar entre 300 mil e 350 mil dentro de um ou dois anos, o que pode elevar o total de desempregados no país para mais de dois milhões.

Juros

O diretor-geral da BCC, David Frost, disse que o momento econômico "é difícil", mas é necessário manter a idéia de proporção. "Várias partes da comunidade empresarial continuam a ter um bom desempenho. O governo precisa dizer que os impostos para as empresas serão reduzidos."

"O Banco da Inglaterra precisa reduzir as taxas de juros imediatamente e os políticos precisam apoiar nossas empresas nestes tempos de desafios."

O analista econômico da BBC, Nils Blythe, disse que a idéia de uma redução nos juros agora tem o apoio da maioria dos economistas no centro financeiro de Londres, apesar de a inflação ainda estar subindo.

A pesquisa da BCC é divulgada um dia depois que o índice da Bolsa de Valores de Londres, o FTSE, fechou com queda de 7,85%.

 
 
O presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso Europa
UE decide agilizar ajuda a bancos afetados pela crise.
 
 
O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o secretário do Tesouro americano, Henry Paulson Análise
Crise mostra fracasso do capitalismo à americana.
 
 
Imóvel de propriedade de banco americano Cronologia
Confira os principais acontecimentos que marcaram a crise.
 
 
Economia global em crise Especial
Veja notícias e análises sobre a crise na economia global.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Islândia busca acordo para salvar economia
05 outubro, 2008 | BBC Report
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade