Barragem em Brumadinho

  1. Nathalia Passarinho

    Da BBC News Brasil em Londres

    Paula Geralda Alves

    Paula Geralda Alves foi uma das primeiras a saber do rompimento da barragem da Samarco. Ela desceu de moto até o povoado de Bento Rodrigues para avisar a comunidade. Foi a sirene que não existia na barragem. Agora, três anos depois, as sirenes que podiam ter salvado centenas não tocaram em Brumadinho.

    Leia mais
    next
  2. Luiza Franco

    Da BBC News Brasil em São Paulo

    Agricultor de Brumadinho sobre a lama

    A barragem I da Mina de Córrego do Feijão, da Vale, se desfez no dia 25 de janeiro de 2019, e em menos de meia hora, matou 270 pessoas. Mas um ano depois, aqueles impactados direta ou indiretamente ainda não podem escapar das consequências psicológicas e materiais da tragédia.

    Leia mais
    next
  3. Amanda Rossi

    Da BBC News Brasil em São Paulo

    Bombeiros durante as buscas por desaparecidos em Brumadinho

    Trata-se apenas de uma sugestão de indiciamento, sem efeito legal, que consta no relatório final da CPI que acaba de ser aprovado. Segundo o relatório, foram detectados sinais de que a barragem estava em risco antes do seu rompimento.

    Leia mais
    next