FMI diz que EUA precisam agir rápido para fechar acordo sobre dívida

O FMI (Fundo Monetário Internacional) afirmou nesta segunda-feira que os Estados Unidos precisam resolver rapidamente o impasse em torno de sua dívida pública ou correm o risco de provocar um "duro choque" na economia americana.

De acordo com o Fundo, se os congressistas americanos falharem até a semana que vem na busca por um acordo para elevar o teto da dívida, o problema pode afetar os mercados financeiros globais.

Em seu relatório anual sobre a economia americana, o FMI diz ainda que as autoridades americanas devem reduzir os gastos de forma gradual.

Mais cedo, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou, em Hong Kong, que está confiante de que o Congresso vai alcançar um acordo no início de agosto para evitar que os Estados Unidos tenham de parar de cumprir seus compromissos financeiros.