Grã-Bretanha reconhece grupo rebelde como governo legítimo da Líbia

O governo da Grã-Bretanha afirmou nesta quarta-feira que reconhece o Conselho Nacional de Transição, formado por rebeldes, como governo legítimo da Líbia.

O anúncio foi feito pelo ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague.

Hague afirmou ainda que, como parte dos esforços britânicos para pressionar pela saída do coronel Muamar Khadafi do poder, a Grã-Bretanha expulsará todos os funcionários que ainda restam na Embaixada da Líbia em Londres.

O embaixador líbio foi expulso da Grã-Bretanha em maio. O governo britânico pediu que Omar Jelban deixasse o país após um ataque à residência do embaixador britânico na capital líbia, Trípoli.

Rebeldes líbios e forças pró-Khadafi continuam um combate aguerrido, cinco meses após o início de uma revolta popular contra o regime de 42 anos de Khadafi. A Otan continua a implementar uma zona de exclusão aérea imposta pela ONU no país.