ONU afirma que fome crônica está se espalhando pela Somália

A fome crônica que já atingia partes do sul da Somália se alastrou para outras três regiões do país, segundo a ONU divulgou nesta quarta-feira.

“A fome crônica deve se espalhar por todas as regiões no sul do país nas próximas quatro ou seis semanas”, disse, em um comunicado, o departamento da ONU responsável por segurança alimentar.

Mais de 11 milhões de pessoas foram afetadas no país pela pior seca a atingir o chamado Chifre da África em 60 anos.

A situação é agravada ainda mais pela dificuldade na entrega ajuda humanitária no país, já que o grupo extremista al-Shabab proíbe a ação de algumas agências em locais sob seu domínio.

De acordo com a ONU, cerca de 3,2 milhões de pessoas estão sob risco de morte caso não recebem ajuda rapidamente.

“Apesar de a atenção ter aumentando nas últimas semanas, a resposta humanitária atual permanece inadequada, por causa das restrições de acesso aos locais atingidos e da falta de fundos”, afirmou o comunicado.