Cinco policiais dos EUA são condenados por tiros e mortes após o Katrina

Um juiz federal americano condenou cinco ex-policiais envolvidos nos tiros disparados contra seis pessoas desarmadas em Nova Orleans, em 2005, depois da passagem do furacão Katrina. Duas das pessoas atingidas morreram.

Quatro policiais foram considerados culpados de violações dos direitos civis e podem ser sentenciados à prisão perpétua.

Junto de outro agente já aposentado, os réus também foram considerados culpados de tomar parte em uma operação para encobrir o caso e fazer as mortes parecerem justificadas.

Um dos policiais disse, em sua defesa, que ficou paralisado de medo devido a relatos de crimes fora de controle na cidade depois do furacão.