Atirador faz reconstrução de crime em ilha da Noruega

O autor confesso de um massacre na Noruega, Anders Behring Breivik, participou neste domingo da reconstrução do crime ocorrido na ilha de Utoeya, onde 69 pessoas foram mortas a tiros em 22 de julho.

Breivik foi visto usando um colete à prova de balas e apontando os locais exatos de onde teria disparado contra os jovens que participavam de um acampamento do partido governista.

A polícia norueguesa disse que mais detalhes sobre a reconstrução serão divulgados mais tarde.

Breivik confessou responsabilidade pelas 69 mortes em Utoeya e por outras oito durante um bombardeio em Oslo, também no dia 22. Mas ele nega culpa criminal.

Seu advogado disse a um jornal norueguês que o atirador acredita que o massacre era necessário para salvar a Noruega e a Europa da imigração muçulmana. O advogado diz que seu cliente é provavelmente insano.