Comissão inclui mais 10 mil casos de vítimas da ditadura chilena

Uma comissão que investiga abuso de direitos humanos durante a ditadura chilena incorporou mais 10 mil casos de vítimas, que não constavam até então nos dados oficiais.

Segundo o jornal chileno La Tercera, a Comissão sobre Prisão Política e Tortura recebeu 32 mil solicitações.

Dessa, foram confirmados 9.800 casos de tortura e 30 de execuções ou desaparecimento.

Os casos que foram rechaçados dizem respeito a pessoas que foram vítimas indiretas ou histórias que não puderam ser comprovadas.

O documento com o nome das 10 mil vítimas foi entregue nesta quinta-feira ao presidente chileno, Sebastián Piñera.