Brasil é convidado para reunião sobre futuro da Líbia, diz Sarkozy

O Brasil foi convidado para participar dos diálogos para discutir o futuro da Líbia, disse nesta quarta-feira o presidente da França, Nicolas Sarkozy.

A reunião, marcada para o dia 1º de setembro, em Paris, pretende debater a situação política do país sem a presença do coronel Muamar Khadafi.

Sarkozy disse, após reunião com o líder do Conselho Nacional de Transição Líbio, Mahmud Jibril, que também foram convidados China, Rússia e Índia, países que formam com o Brasil o grupo conhecido como Bric.

Além deles, segundo o presidente francês, foram convidadas as nações que participaram da campanha militar contra Khadafi e países tidos por ele como "amigos da Líbia".