Greve e protestos contra o governo levam milhares às ruas no Chile

Dezenas de milhares de pessoas estão protestando contra o governo nas ruas das principais cidades do Chile.

Servidores do setor civil, dos transportes e dos portos realizam manifestações pelo segundo dia consecutivo, em uma greve de 48 horas convocada pela principal central sindical chilena.

Os sindicatos exigem mudanças na previdência, no seguro-saúde e nos impostos, assim como uma reforma constitucional.

A greve ocorre em meio a protestos dos estudantes, que pressionam por uma reforma educacional.

Os protestos desta quinta-feira foram em grande parte pacíficos, mas a polícia afirma ter detido mais de 400 manifestantes nas passeatas dessa quarta-feira.