Repressão na Síria mata seis nesta segunda-feira, dizem ativistas

Forças de segurança da Síria mataram seis ativistas nesta segunda-feira, segundo organizações de direitos humanos do país.

As seis vítimas, incluindo uma criança, morreram durante a repressão do regime do presidente Bashar al-Assad a protestos na cidade de Sarmeen, no noroeste do país.

Ativistas denunciaram outras operações em Damasco e Homs e em uma localidade próxima à fronteira com o Líbano.

Segundo relatório do Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU, mais de 2.200 pessoas foram mortas na repressão aos protestos por democracia no país.