Bombardeio da Turquia em acampamento curdo mata 160

Uma série de bombardeios sobre acampamentos da minoria curda no norte do Iraque, na última semana, matou 160 militantes, admitiu nesta segunda-feira uma autoridade militar da Turquia.

O bombardeio foi uma retaliação à morte, no início de agosto, de nove soldados do Exército turco na província de Hakkari, próximo à fronteira iraquiana.

Os militantes eram ligados ao Partido dos Trabalhadores Curdos, que buscam a separação de parte do território turco para a formação do Curdistão. Parte do povo curdo vive no norte do Iraque.

Diante de uma escalada de ataques por parte dos militantes curdos, o governo da Turquia alertou que irá monitorar a atividade dos rebeldes.

O Partido dos Trabalhadores Curdos é considerado uma organização terrorista pelo governo turco.