Enchentes deixam mais de cem mortos na Nigéria, diz Cruz Vermelha

A Cruz Vermelha da Nigéria afirma que mais de cem pessoas morreram devido às inundações no sudoeste do país.

O Estado de Oyo é o mais atingido, onde as fortes chuvas causaram o transbordamento de uma represa, deixando submersas favelas localizadas na periferia da cidade de Ibadan, a maior da região.

Autoridades afirmam que 1.500 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas devido às enchentes.

No ano passado, 500 mil pessoas foram desalojadas pelas inundações na Nigéria, país onde a má drenagem é um problema comum e cujas leis habitacionais são facilmente burladas.

A temporada de chuvas na Nigéria tradicionalmente vai de junho a setembro.