Tropas dos EUA têm seu primeiro mês sem mortes no Iraque

O mês de agosto foi o primeiro a não registrar mortes de soldados americanos no Iraque desde 2003, quando os EUA lideraram uma invasão ao país árabe.

A informação saiu de estatísticas compiladas pelo grupo independente Icasualties.org, que lista mês a mês as mortes ocorridas nos confrontos iraquiano e afegão.

Para o coronel Douglas Crissman, a notícia reflete as melhorias nas forças de segurança do Iraque.

Em contrapartida, números de mortes de civis e soldados iraquianos – ainda não compilados pelo Icasualties – podem ter aumentado, já que o país árabe foi cenário de diversos ataques extremistas em agosto.

A previsão é de que os EUA retirem seus 48 mil soldados remanescentes no Iraque até o final deste ano. Mas autoridades iraquianas já disseram que iniciarão conversas com Washington para manter, depois desse prazo, uma missão americana de treinamento no país.

Quase 4,5 mil americanos morreram nestes oito anos de presença militar em solo iraquiano.