Rússia reconhece Conselho Nacional de Transição como governo da Líbia

A Rússia se somou, nesta quinta-feira, ao grupo de cerca de 60 países que reconhecem o Conselho Nacional de Transição como representante de governo legítimo na Líbia, num momento em que os confrontos pelo controle da nação norte-africana ainda estão em curso.

Por um lado, o reconhecimento de Moscou – que criticou a ação militar da Otan na Líbia – dá mais legitimidade aos opositores do coronel Muamar Khadafi; por outro, visa dar à Rússia um papel mais proeminente nos esforços de reconstrução da Líbia.

"A Federação Russa reconhece o Conselho Nacional de Transição como as atuais autoridades (no país norte africano)", atestou comunicado da Chancelaria russa em seu site. "Agimos a partir da posição de que todos os tratados previamente acordados e outras obrigações mútuas (...) serão implementados em boa-fé."

O anúncio ocorre no mesmo dia em que autoridades globais se reúnem em Paris para debater os rumos políticos e econômicos da Líbia.