IPCA sobe 0,37%; inflação acumulada em 12 meses é a mais alta desde 2005

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a taxa oficial de inflação do país) subiu 0,37% em agosto, uma alta acentuada em relação aos dois meses anteriores (0,16% e 0,15%), informou nesta terça-feira o IBGE.

Com isso, o acumulado da inflação em 2011 até agora é de 4,42%, bem próximo à meta do governo para o ano todo (4,5%). Já o acumulado dos últimos 12 meses chegou em 7,23%, índice acima do teto de flutuação da meta governamental e o mais alto desde junho de 2005.

As altas ocorrem num momento em que o Banco Central interrompeu um ciclo de elevações na Selic, a taxa básica de juros, o qual tinha como objetivo justamente conter a inflação.

Na mais recente decisão do Copom (Comitê de Política Monetária), a Selic foi reduzida de 12,5% para 12%, diante das preocupações do comitê com a piora do cenário econômico global.

Segundo o IBGE, a inflação de agosto foi puxada principalmente por altas “significativas” nos alimentos (em especial carnes), além de na habitação e em taxas de água e esgoto.