Mil homens escapam de um presídio no Congo

Cerca de mil prisioneiros escaparam de um presídio no sul da República Democrática do Congo, com a ajuda de oito homens usando máscaras.

Relatos dizem que os homens mascarados entraram despercebidos na prisão de Kapata, na cidade de Lubumbashi, em um dia de visita para libertar o ex-líder da milícia congolesa Mai Mai, Gedeon Mutanga.

O ministro do interior da província de Katanga, Dkianga Kazadi, disse à agência de notícias AFP que os homens dispararam contra os guardas do presídio, matando dois deles e facilitando a fuga dos outros prisioneiros.

Segundo analistas, fugas e motins são comuns nas prisões do Congo, por causa das batalhas pelo poder entre as milícias locais.

Cerca de 150 presos foram recapturados após o incidente.