Justiça argentina inocenta Menem em caso de tráfico de armas

O ex-presidente argentino Carlos Menem foi inocentado das acusações de que teria traficado armas para o Equador e para a Croácia nos anos 1990.

Menem, que agora é senador, admitiu ter assinado papeis liberando a exportação das armas, mas disse que não tinha ideia que elas acabariam nos dois países, que eram alvo de embargos internacionais à época.

O ex-presidente, que governou a Argentina entre 1989 e 1999, corria o risco de passar um longo tempo na cadeia caso fosse condenado.