Choques entre opositores e aliados do governo deixam 20 mortos no Iêmen

Confrontos entre opositores e partidários do presidente Ali Abdullah Saleh deixaram pelo menos 20 mortos nesta segunda-feira no Iêmen.

Segundo testemunhas, milhares de manifestantes continuam nas ruas da capital, Sanaa. Também há relatos de disparos de artilharia pelos dois lados do conflito.

A oposição pede, há meses, a renúncia de Saleh, que governa o país há três décadas. Em junho deste ano, o presidente e vários ministros foram atingidos em um ataque ao palácio presidencial.

Desde então, Saleh se encontra na Arábia Saudita, para tratar de graves queimaduras.

Um dos ministros de Saleh, Hisham Sharaf, ouvido pela BBC, disse que um dos braços da Al Qaeda deu início aos protestos.

A oposição, por sua vez, acusa o governo de orquestrar os protestos para dificultar um acordo de transição de poder.