Seguem protestos contra confisco de terras no sul da China

Centenas de moradores de uma vila no sul da China seguem protestando nesta sexta-feira, pelo terceiro dia consecutivo, contra o confisco de terras.

Um correspondente da agência de notícias Reuters no local afirma que os fazendeiros fazem barulho com gongos em frente ao governo de Lufeng, na província de Guandong.

Na quarta-feira, escritórios da polícia e outras instalações estatais foram atacadas, com 12 policiais feridos, segundo fontes oficiais.

A população local acusa integrantes do governo de confiscar a terra e vende-la para empresas particulares.